A capa dourada dos anos de chumbo

apontamentos sobre as relações entre o setor publicitário e a ditadura militar brasileira

Autores

  • Raquel Elisa Cartoce Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

DOI:

https://doi.org/10.11606/ran.v0i0.98307

Palavras-chave:

Ditadura Militar Brasileira, Publicidade, Representações Políticas

Resumo

Inserindo-se no atual debate acerca do papel da sociedade civil na ascensão e na sustentação da ditadura militar no Brasil (1964-1985), o objetivo deste texto é compreender as relações de um determinado grupo civil com a política daqueles anos: os publicitários. Tal escolha se deve ao fato de se poder considerá-los como intermediários entre o governo e/ou o empresariado (seus clientes) e uma heterogênea classe média urbana (seu principal público-alvo), sob diferentes pontos de vista, sendo possuidores de representações e autorrepresentações políticas peculiares e bastante elucidativas acerca dos posicionamentos de uma fatia importante da sociedade civil frente ao mundo da política e à ditadura militar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raquel Elisa Cartoce, Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

Mestranda em História Social pela FFLCH-USP. Bacharela e Licenciada em História pela mesma instituição.

Downloads

Publicado

2017-10-02

Como Citar

Cartoce, R. E. (2017). A capa dourada dos anos de chumbo: apontamentos sobre as relações entre o setor publicitário e a ditadura militar brasileira. Revista Angelus Novus, 33-52. https://doi.org/10.11606/ran.v0i0.98307

Edição

Seção

Dossiê temático: 1964, 50 anos depois - perspectivas para uma história recente