Adoção de inovações em tribunais trabalhistas brasileiros na perspectiva de juízes e administradores judiciais

Autores

  • Marcos de Moraes Sousa Universidade Federal de Goiás
  • Tomas de Aquino Guimaraes Universidade de Brasília

DOI:

https://doi.org/10.1016/j.rausp.2016.09.008

Palavras-chave:

Inovação, Adoção de inovação, Administração judicial, Administração pública

Resumo

Há uma lacuna de estudos relacionados ao processo de inovação no Judiciário. Para contribuir para preencher esta lacuna, este estudo tem como objetivo descrever percepções de juízes e gestores de tribunais trabalhistas brasileiros relacionados a recursos e capacidades associadas com o desenvolvimento e a adoção de inovação, representada pelo processo judicial eletrônico, o impacto no desempenho do tribunal e fatores que facilitam ou dificultam a adoção de inovações. Análise documental e 35 entrevistas foram realizadas - nove com juízes e 26 com gestores - e os dados foram analisados por meio de análise de conteúdo com categorização a priori. Os resultados evidenciam que: (i) o processo de desenvolvimento e adoção de inovação ocorre de três formas - centralizada em órgãos de cúpula, por meio de parcerias com outros tribunais ou por meio de desenvolvimento interno; (ii) existem importantes recursos e capacidades internas aos tribunais e rotinas inter-organizacionais associadas ao processo de inovação; e (iii) a inovação contribui para o desenvolvimento e integração de outras inovações e mudanças nas rotinas de trabalho. Adicionalmente, barreiras e facilitadores do processo de adoção da inovação são discutidos e uma agenda de pesquisa é apresentada

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-03-01

Como Citar

Sousa, M. de M., & Guimaraes, T. de A. (2017). Adoção de inovações em tribunais trabalhistas brasileiros na perspectiva de juízes e administradores judiciais. Revista De Administração, 52(1), 103–113. https://doi.org/10.1016/j.rausp.2016.09.008

Edição

Seção

Public Management