Efeitos da gestão baseada em EVA® nas decisões intertemporais: um estudo com gerentes de vendas

Autores

  • Paulo Natal Pinheiro Fucape Business School; Fundação Instituto Capixaba de Pesquisas em Contabilidade, Economia e Finanças
  • Fernando Caio Galdi Fucape Business School; Fundação Instituto Capixaba de Pesquisas em Contabilidade, Economia e Finanças
  • José Carlos Tiomatsu Oyadomari Universidade Presbiteriana Mackenzie; Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0080-21072012000200006

Palavras-chave:

EVA®, decisões intertemporais congruentes, orientação temporal de longo prazo

Resumo

Neste estudo, investigam-se a utilização do lucro residual para os propósitos de incentivo e a sua influência no comportamento dos gerentes, especificamente em decisões intertemporais orientadas para o longo prazo (OTLP). Por meio de um questionário respondido por 97 gerentes de vendas, atuantes em duas empresas que utilizam o EVA® para a avaliação de desempenho gerencial e organizacional, avaliou-se a importância relativa de três categorias de indicadores de avaliação de desempenho (indicador EVA®, indicadores contábil-financeiros e indicadores não financeiros) para a OTLP. Os resultados dos testes empíricos não confirmaram a hipótese de que a avaliação de desempenho baseada no EVA®, usada para os propósitos de incentivo, afeta positivamente as decisões intertemporais. Entretanto, quando analisadas de forma conjunta, as três categorias de indicadores de desempenho explicam a OTLP com significância estatística. Outro resultado relevante mostra que, quanto menor a percepção dos gerentes sobre sua avaliação de desempenho por indicadores contábil-financeiros, maior sua OTLP, o que está em consonância com a literatura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-06-01

Como Citar

Pinheiro, P. N., Galdi, F. C., & Oyadomari, J. C. T. (2012). Efeitos da gestão baseada em EVA® nas decisões intertemporais: um estudo com gerentes de vendas. Revista De Administração, 47(2), 231-248. https://doi.org/10.1590/S0080-21072012000200006

Edição

Seção

Finanças & Contabilidade