Importância de polimorfismos de genes reguladores de citocinas em transplantes de células progenitoras hematopoiéticas

  • Jeane Eliete Laguila Visentainer Universidade Estadual de Maringá; Departamento de Análises Clínicas
  • Ana Maria Sell Universidade Estadual de Maringá; Departamento de Análises Clínicas
  • Danilo Alessio Franceschi Universidade Estadual de Maringá; Departamento de Análises Clínicas
  • Sofia Rocha Lieber Universidade Estadual de Campinas; Centro de Hematologia e Hemoterapia; Laboratório HLA
  • Cármino Antonio de Souza Universidade Estadual de Campinas; Faculdade de Ciências Médicas; Departamento de Clínica Médica
Palavras-chave: Polimorfismo genético, Citocinas, Doença do enxerto contra o hospedeiro, Células progenitoras hematopoiéticas^i1^stranspla

Resumo

A compatibilidade genética HLA entre doador e receptor é um fator importante para o sucesso do transplante de células progenitoras hematopoiéticas (TCPH). No entanto, outros genes não-HLA estão sendo investigados em relação ao seu papel na incidência e gravidade da doença do enxerto contra o hospedeiro e na sobrevida, por modularem a intensidade da inflamação e os danos teciduais. Estes genes, não-HLA, incluem os genes de citocinas com polimorfismos dentro das seqüências 5' ou 3' regulatórias dos genes. Os polimorfismos ou microssatélites podem alterar a ligação dos fatores de transcrição aos sítios dentro dos genes promotores e a quantidade de citocina produzida. Este estudo revisa o papel potencial destes polimorfismos genéticos relativos às citocinas em prever o curso do TCPH.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2008-12-01
Como Citar
Visentainer, J., Sell, A., Franceschi, D., Lieber, S., & Souza, C. (2008). Importância de polimorfismos de genes reguladores de citocinas em transplantes de células progenitoras hematopoiéticas. Revista Brasileira De Ciências Farmacêuticas, 44(4), 739-748. https://doi.org/10.1590/S1516-93322008000400021
Seção
Trabalhos Originais