Grounding postural nas aulas de educação física: uma análise bioenérgética

  • Diane Ferraz Lopes da Rocha Universidade Federal da Paraíba
  • Djavan Antério Universidade Federal da Paraíba
  • Fernando Cézar Bezerra de Andrade Universidade Federal da Paraíba
  • Pierre Normando Gomes-da-Silva Universidade Federal da Paraíba
Palavras-chave: Grounding postural, Educação Física Escolar, Análise Bioenergética, Ensino, Corporeidade.

Resumo

O objetivo deste estudo foi realizar a análise psicocorporal das atividades realizadas em aulas de Educação Física Escolar por discentes entre 10 e 13 anos. Adotou-se o conceito de grounding postural que, segundo a Análise Bioenergética, favorece a dinâmica de adequação psicocorporal às condições de autossustentação, equilíbrio e expressão da vitalidade. Toma-se como premissa que as experiências psicocorporais de contato entre corpo, solo e circunstâncias ambientais (físicas e sociais) ampliam as chances para alcançar-se coerência e coesão psicocorporais no ato de movimentar-se. Assim, questionou-se: há atividades nas aulas de Educação Física que possibilitem identifi car o grounding postural? A pesquisa caracteriza-se por natureza descritiva e abordagem qualitativa, do tipo participante, empregando, como instrumentos de coleta e tratamento de dados: observação protocolada, entrevista semiestruturada e análise de conteúdo. Exploraram-se indicadores referentes ao grounding postural, passíveis de observação, dentre os quais a postura, a manutenção do equilíbrio e a projeção corpo-espacial. Defi niram-se ainda categorias operacionais que permitiram subsidiar a análise e discussão dos dados: a realidade interna e a realidade externa. Como resultado, observou-se que as aulas de Educação Física promoviam, sem intencionalidade, condições para desenvolver o grounding postural entre os alunos, através de posturas em jogos, como a coluna ereta, a fl exão de joelhos, a projeção do corpo sobre a parte frontal dos pés, mantidos descalços, o que se aproximam de posições terapêuticas, descritas pela Análise Bioenergética. Todavia, as aulas careceram de refl exão sobre a experiência, necessária ao um maior desenvolvimento da autopossessão.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-12-19
Como Citar
Rocha, D. F., Antério, D., Andrade, F., & Gomes-da-Silva, P. (2017). Grounding postural nas aulas de educação física: uma análise bioenérgética. Revista Brasileira De Educação Física E Esporte, 31(1), 171-182. https://doi.org/10.11606/1807-5509201700010171
Seção
naodefinida