Pressão arterial e indicadores de função vascular de corredores com diferentes níveis de desempenho no teste cardiopulmonar

Autores

  • Edna Oliveira Silva Universidade Federal do Espírito Santo. Centro de Educação Física e Desportos
  • Anselmo José Perez Universidade Federal do Espírito Santo. Centro de Educação Física e Desportos
  • Luiz Aparecido Bortolotto Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina
  • Wellington Lunz Universidade Federal do Espírito Santo. Centro de Educação Física e Desportos
  • José Geraldo Mill Universidade Federal do Espírito Santo. Centro de Educação Física e Desportos
  • Luciana Carletti Universidade Federal do Espírito Santo. Centro de Educação Física e Desportos

DOI:

https://doi.org/10.11606/1807-5509201700040747

Palavras-chave:

Exercício Aeróbio; Função Vascular; Rigidez Arterial; Análise da Onda de Pulso.

Resumo

O objetivo deste estudo foi comparar os valores de pressão arterial sistólica e diastólica periférica (PASp e PADp) e central (PASc e PADc) e o índice de função vascular em corredores de rua de diferentes desempenhos. A amostra foi composta por 48 participantes, 20-40 anos, 32 corredores de rua com diferentes níveis de desempenho, e 16 indivíduos sedentários. Avaliou-se a aptidão cardiorrespiratória e a velocidade máxima de corrida, através do teste cardiopulmonar de exercício (TCPE). A pressão central e periférica foi investigada por tonometria de aplanação e a velocidade da onda de pulso (VOP) pelo equipamento Complior. O ecocardiograma foi usado para avaliar a estrutura cardíaca. ANOVA de uma via foi utilizada considerando p <0,05. A ANCOVA foi usada para ajustar fatores de confusão. Corredores com desempenho superior apresentaram menor PASp que os demais grupos (120±7 vs 127±8 vs 130 ±8 mmHg). A duração da diástole foi maior nos corredores com desempenho superior (845±92 ms) em relação aos corredores com desempenho inferior (786±174 ms e controle (641±128 ms). O índice de amplificação (AI) não foi diferente entre os grupos (109 ± 21%; 109 ± 11%; 110 ± 1%) assim como a VOP (7,1 ± 1ms. 7,6 ± 1.1ms. 8,0 ± 1,1ms). Corredores com desempenho superior apresentaram maior massa do ventrículo esquerdo (MVE g/m²) em relação aos demais (116±12 g/m² vs 100±18 g/m² vs 86±13 g/m²), e menor débito cardíaco em comparação ao grupo controle (4,8±1 l/ min. vs 6,0±1 l/min). Portanto corredores com desempenho superior apresentaram maior MVE g/m², menor débito cardíaco, menor PASc e PASp, e melhor duração da diástole que seus pares sedentários, mas não apresentam melhores indicadores de função vascular na mesma comparação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-12-23

Como Citar

Silva, E. O., Perez, A. J., Bortolotto, L. A., Lunz, W., Mill, J. G., & Carletti, L. (2017). Pressão arterial e indicadores de função vascular de corredores com diferentes níveis de desempenho no teste cardiopulmonar. Revista Brasileira De Educação Física E Esporte, 31(4), 747-758. https://doi.org/10.11606/1807-5509201700040747

Edição

Seção

Artigos