Intensidade de esforço realizado durante partidas amistosas de Futebol 7

Autores

  • Reinaldo Binatti Neto Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Desportos
  • Renan Felipe Hartmann Nunes Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Desportos
  • Francimara Budal Arins Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Desportos
  • Tiago Martins Coelho Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Desportos
  • Naiandra Dittrich Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Desportos
  • Priscila Cristina dos Santos Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Desportos
  • Ricardo Dantas de Lucas Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Desportos
  • Luiz Guilherme Antonacci Guglielmo Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Desportos

DOI:

https://doi.org/10.11606/1807-5509201700040767

Palavras-chave:

Esportes Coletivos; Intensidade do Exercício; Frequência Cardíaca; Desempenho.

Resumo

O objetivo deste estudo foi identificar a intensidade de esforço requerida durante 4 partidas amistosas e a distância percorrida em cada um dos domínios fisiológicos (moderado, pesado e severo). Dez jogadores adultos (25,2±3,7 anos; 72,0±8,9 kg; 175,3±6,9 cm; 12,4%±3,1 gordura) de uma equipe amadora de Futebol 7 participaram do estudo. Os participantes foram submetidos a cinco sessões experimentais com um intervalo de 48 horas para cada sessão. Na primeira sessão experimental foram realizadas medidas antropométricas seguidas de um teste incremental intermitente de campo (T-CAR) para a avaliação da frequência cardíaca máxima (FCMáx), pico de velocidade (PV) e identificação dos domínios fisiológicos a partir do ponto de deflexão da frequência cardíaca. Nas sessões seguintes, a frequência cardíaca (FC) e o perfil das atividades realizadas pelos jogadores (Sistema Global de Posicionamento - GPS) ou (global positioning system - GPS) foram mensurados durante quatro partidas amistosas. Para a análise estatística utilizou-se a ANOVA two way para medidas repetidas combinado com o teste de Bonferroni. Não foram encontradas diferenças estatisticamente significativas nos valores médios da FC entre os jogos e entre o 1° tempo e 2° tempo. Em relação à distância percorrida, os resultados encontrados mostraram que os atletas permaneceram maior parte do tempo se exercitando no domínio moderado (664,2±62 m; 45,5%) quando comparado com o domínio pesado (437±45m m; 31,5%) e severo (284,3±66 m; 23,5%) (p<0,05). Entretanto, quando somados os valores de permanência nos domínios pesado e severo, podemos observar que mais de 50% do tempo total de jogo foram realizados em altas intensidades. Assim, pode-se concluir que o Futebol 7 é um esporte de alta demanda fisiológica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-12-23

Como Citar

Binatti Neto, R., Nunes, R. F. H., Arins, F. B., Coelho, T. M., Dittrich, N., Santos, P. C. dos, Lucas, R. D. de, & Guglielmo, L. G. A. (2017). Intensidade de esforço realizado durante partidas amistosas de Futebol 7. Revista Brasileira De Educação Física E Esporte, 31(4), 767-775. https://doi.org/10.11606/1807-5509201700040767

Edição

Seção

Artigos