Limiar de VFC e diferentes métodos de identificação durante teste incremental máximo de corrida

Autores

  • Maria Augusto Peduti Dal Molin Kiss Escola de Educação Física e Esporte, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil
  • Eduardo Marcel Fernandes Nascimento Escola de Artes, Ciências e Humanidades, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil
  • Flávio de Oliveira Pires Escola de Artes, Ciências e Humanidades, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.11606/1807-5509201800030309

Palavras-chave:

Limiar aeróbio, Limiar anaeróbio, Regulação autonômica, Lactato sanguíneo, Consumo de oxigênio

Resumo

O propósito do presente estudo foi obter evidências de validade e reprodutibilidade das respostas da variabilidade da frequência cardíaca (VFC) durante a corrida. Dezenove homens foram submetidos a dois testes progressivos máximos (teste e reteste com intervalos de 3 a 7 dias) com velocidade inicial 5 km.h-1 e incrementos de 1 km.h-1 a cada 3 minutos (1% de inclinação constante) até exaustão. Trocas gasosas, lactato sanguíneo e VFC foram obtidos durante todos os testes. Os resultados demonstraram que analises da VFC fornece boa estimativa dos limiares aeróbio e anaeróbio identificados pelas respostas ventilatórias e de lactato. Adicionalmente, os limiares de VFC demonstraram reprodutibilidade. Resultados confirmaram que os limiares aeróbio e anaeróbio podem ser identificados pela análise de um conjunto de dados da VFC.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-09-10

Como Citar

Kiss, M. A. P. D. M., Nascimento, E. M. F., & Pires, F. de O. (2018). Limiar de VFC e diferentes métodos de identificação durante teste incremental máximo de corrida. Revista Brasileira De Educação Física E Esporte, 32(3), 309-317. https://doi.org/10.11606/1807-5509201800030309

Edição

Seção

Artigos