Qualidade de vida e sintomas de transtornos alimentares em bailarinos

Autores

  • Nycolle Martins Reis Centro de Ciências da Saúde e do Esporte, Universidade Estadual de Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brasil
  • Andreia Pelegrini Centro de Ciências da Saúde e do Esporte, Universidade Estadual de Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brasil
  • Leonessa Boing Centro de Ciências da Saúde e do Esporte, Universidade Estadual de Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brasil
  • Adriana Coutinho de Azevedo Guimarães Centro de Ciências da Saúde e do Esporte, Universidade Estadual de Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.11606/1807-5509201800030371

Palavras-chave:

Estilo de vida, Anorexia nervosa, Bulimia nervosa, Dança

Resumo

Analisar a relação entre os domínios da qualidade de vida e os sintomas de transtornos alimentares. Participaram 156 bailarinos do 31º Festival de Dança de Joinville – Santa Catarina, os quais responderam a um questionário autoaplicável contendo as variáveis sociodemográficas, medidas antropométricas, qualidade de vida (WHOQOL-bref.), Teste de Atitudes Alimentares (EAT-26) e Bulimic Inventory Test Edinburgh (BITE). Observou-se associação significativa entre presença e ausência dos sintomas de anorexia em relação ao sexo feminino e masculino (p=0,001) e as três modalidades de dança (p=0,018), bem como na presença e ausência da escala sintomática de bulimia (p=0,044) na associação com o sexo feminino e masculino. Foram encontradas relações entre o domínio físico da qualidade de vida e os sintomas de anorexia (p=0,012) e de bulimia na escala de gravidade (p=0,015). Em relação à escala sintomática de bulimia percebe-se relação com os domínios físico (p=0,000), psicológico (p= 0,032) e social (p= 0,010) da qualidade de vida. Os bailarinos do sexo feminino apresentam tendência para a presença de sintomas de anorexia e sintomas de bulimia, bem como as modalidades de ballet clássico e dança contemporânea podem ser fator influenciador. Encontrou-se forte associação entre a presença de sintomas de transtornos alimentares aos domínios da qualidade de vida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-09-10

Como Citar

Reis, N. M., Pelegrini, A., Boing, L., & Guimarães, A. C. de A. (2018). Qualidade de vida e sintomas de transtornos alimentares em bailarinos. Revista Brasileira De Educação Física E Esporte, 32(3), 371-378. https://doi.org/10.11606/1807-5509201800030371

Edição

Seção

Artigos