A implementação do regulamento n° 7 de educação física no Brasil

Autores

  • Kauê Fabiano da Silva Queiroz Laboratório Théodile-CIREL, Universidade de Lille, Lille, França
  • Karina Cancella Programa de Pós-Graduação em História Comparada, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.11606/1807-5509201800030379

Palavras-chave:

História da educação física, Educação física e treinamento, Ginástica, Militares

Resumo

Apresenta-se um estudo histórico sobre a constituição de uma obra publicada no Brasil na década de 1930 como guia oficial de treinamento dos corpos de tropa: o Regulamento Nº 7 de Educação Física – Método Francês. Ao destacar esta obra como objeto de estudo, tem-se por objetivo empreender análises históricas sobre o processo de implementação do Regulamento Nº 7, apontando os seus principais pressupostos metodológicos a fim de desvelar as bases sobre as quais foi constituído no contexto brasileiro. Ao mesmo tempo, o trabalho procurou compreendê-lo a partir dos interesses políticos e comerciais que o ressignificaram durante o período abordado. O corpus documental selecionado para a pesquisa é composto pelo Regulamento Nº 7 de Educação Física e sua versão original em francês – Règlement Général d’Éducation Physique –, e também por fontes complementares, analisados segundo os seguintes critérios: organização e seleção do material a ser observado, descrição aprofundada do corpus das fontes, busca do referencial teórico e interpretação do material para desvendar os conteúdos mais expressivos. A título de conclusão, destaca-se que a implementação dessa obra no Brasil foi fundamentada sobre um discurso nacionalista, inspirado em modelos europeus de civilidade e modernidade, e com o objetivo de unificar o método de educação física no país.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-09-10

Como Citar

Queiroz, K. F. da S., & Cancella, K. (2018). A implementação do regulamento n° 7 de educação física no Brasil. Revista Brasileira De Educação Física E Esporte, 32(3), 379-389. https://doi.org/10.11606/1807-5509201800030379

Edição

Seção

Artigos