Associação da ansiedade traço com sintomas de transtornos alimentares em bailarinos

Autores

  • Nycolle Martins Reis Universidade do Estado de Santa Catarina. Departamento de Educação Física, Centro de Ciências da Saúde e do Esporte, Florianópolis, SC, Brasil
  • Andreia Pelegrini Universidade do Estado de Santa Catarina. Departamento de Educação Física, Centro de Ciências da Saúde e do Esporte, Florianópolis, SC, Brasil
  • Leonessa Boing Universidade do Estado de Santa Catarina. Departamento de Educação Física, Centro de Ciências da Saúde e do Esporte, Florianópolis, SC, Brasil
  • Jéssica Moratelli Universidade do Estado de Santa Catarina. Departamento de Educação Física, Centro de Ciências da Saúde e do Esporte, Florianópolis, SC, Brasil
  • Adriana Coutinho de Azevedo Guimarães Universidade do Estado de Santa Catarina. Departamento de Educação Física, Centro de Ciências da Saúde e do Esporte, Florianópolis, SC, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-4690.v33i2p293-299

Palavras-chave:

Ansiedade, Bulimia Nervosa, Anorexia Nervosa, Dança

Resumo

Bailarinos sofrem exigências em função de um corpo magro, o que pode gerar ansiedade e deixá-los por vezes mais propensos aos sintomas transtornos alimentares. Sendo assim, esse estudo objetivou analisar a associação da ansiedade traço com sintomas de transtornos alimentares controlados por nível socioeconômico, grau de escolaridade e modalidade em bailarinos do 31º Festival de Dança de Joinville na cidade de Joinville/Santa Catarina (SC). Participaram do estudo 156 bailarinos do 31º Festival de Dança de Joinville – Santa Catarina, os quais responderam a um questionário autoaplicável contendo as variáveis sociodemográficas, medidas antropométricas, Inventário de Ansiedade Traço-Estado (IDATE), Teste de Atitudes Alimentares (EAT-26) e Bulimic Inventory Test Edinburgh (BITE). Observou-se prevalência elevada de ansiedade traço (82%). Houve associação entre sintomas de bulimia nervosa com a ansiedade traço, apontando que os bailarinos com sintomas de bulimia apresentaram probabilidade maior 1,15 (IC95% = 1,05-1,27) em ter ansiedade elevada e aqueles bailarinos com gravidade de sintomas de bulimia apresentaram uma probabilidade maior de 1,13 (IC95% = 1,01-1,28) em ter ansiedade traço elevada. Encontrou-se grande prevalência e forte associação da ansiedade traço com os transtornos da alimentação de bailarinos durante o Festival de Dança de Joinville.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-05-29

Como Citar

Reis, N. M., Pelegrini, A., Boing, L., Moratelli, J., & Guimarães, A. C. de A. (2019). Associação da ansiedade traço com sintomas de transtornos alimentares em bailarinos. Revista Brasileira De Educação Física E Esporte, 33(2), 293-299. https://doi.org/10.11606/issn.1981-4690.v33i2p293-299

Edição

Seção

Artigos