Percepção de corpos com deficiência física

um estudo sobre o Projeto Praia Sem Barreiras em Recife-PE

Autores

  • Ana Zélia Alves Vieira Belo Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, RN, Brasil; Autarquia de Ensino Superior de Arcoverde, Recife, PE, Brasil
  • Maria Isabel Brandão de Souza Mendes Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, RN, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.11606/1807-5509201900040587

Palavras-chave:

Corpo, Deficiência, Fenomenologia, Percepção

Resumo

O objetivo desta pesquisa foi compreender a percepção que as pessoas com deficiência têm do próprio corpo, no sentido de identificar possibilidades de conhecimento sobre o fenômeno investigado. Para tanto, a abordagem que fundamentou o estudo foi a fenomenologia existencial. Foram realizadas entrevistas com dez participantes do Projeto Praia Sem Barreiras da Praia de Boa Viagem em Recife. A partir das
descrições das falas dos entrevistados e das reflexões realizadas destaca-se que ora apresentam um entendimento mais restrito, ou de limitações, ora nos falam sobre potencialidades do corpo com a deficiência. A compreensão dos relatos aponta para significados polissêmicos a respeito do corpo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-06-02

Como Citar

Belo, A. Z. A. V., & Mendes, M. I. B. de S. (2019). Percepção de corpos com deficiência física: um estudo sobre o Projeto Praia Sem Barreiras em Recife-PE. Revista Brasileira De Educação Física E Esporte, 33(4), 587-596. https://doi.org/10.11606/1807-5509201900040587

Edição

Seção

Artigos