Efeitos da Educação Física nos níveis de aptidão cardiorrespiratória e no índice de massa corporal na Educação de Jovens e Adultos – EJA

Autores

  • Vanilson Batista Lemes Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, Brasil
  • Caroline Brand Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, Brasil
  • Rodrigo Baptista Moreira Universidade Luterana do Brasil, São Jerônimo, RS, Brasil
  • Adroaldo Cezar Araujo Gaya Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, Brasil
  • Anelise Reis Gaya Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.11606/1807-5509201900040639

Palavras-chave:

Aptidão Física, Atividade Física, Esportes, Estudos de Intervenção, IMC

Resumo

O objetivo do presente estudo foi verificar o efeito das aulas de educação física escolar (EFI) nos níveis de aptidão cardiorrespiratória e no índice de massa corporal (IMC) em estudantes na Educação de Jovens e Adultos (EJA). Trata-se de um estudo de caso, avaliativo somativo realizado em uma escola do RS, elaborado com 8 sujeitos dos 16 aos 52 anos de ambos os sexos, de uma população total de 74, os quais cumpriram 75% de frequência nas aulas de EFI na EJA. A aptidão cardiorrespiratória (APCR) e o índice de massa corporal (IMC), foram avaliados através da bateria de testes PROESP-Br no início do primeiro semestre do ano de 2015 e ao final desse período. Os efeitos da EFI no grupo foram mensurados a partir
do modelo estatístico de equações generalizadas (GEE) em intervalos de confiança de 95% (IC95%) e delta médio percentual. Também foram descritos os percentuais de variação da APCR e do IMC para cada sujeito. Desse modo, verificou-se que a APCR aumentou significativamente do pré-teste (675,25 metros) para o pós-teste (735,13 metros), (IC95% =+17,2 a +102,55) o que corresponde a um efeito médio de 8,8% (p=0,006). Todos os sujeitos aumentaram a APCR na avaliação individual, tais resultados não foram observados no IMC. Concluímos que programa de educação física escolar contribuiu para a melhora dos níveis de aptidão cardiorrespiratória de estudantes da EJA. Essa proposta pode servir como
base para que professores tenham meios para desenvolver e avaliar intervenções relacionadas com aptidão física e saúde na EJA.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-06-02

Como Citar

Lemes, V. B., Brand, C., Moreira, R. B., Gaya, A. C. A., & Gaya, A. R. (2019). Efeitos da Educação Física nos níveis de aptidão cardiorrespiratória e no índice de massa corporal na Educação de Jovens e Adultos – EJA. Revista Brasileira De Educação Física E Esporte, 33(4), 639-647. https://doi.org/10.11606/1807-5509201900040639

Edição

Seção

Artigos