Preconceitos no esporte escolar: um contexto de discursos heteronormativos e homossexualidade

Autores

  • Jarlson Carneiro Amorim da Silva Universidade Federal da Paraíba. Departamento de Educação Física, João Pessoa, PB, Brasil.
  • Iraquitan de Oliveira Caminha Universidade Federal da Paraíba. Departamento de Educação Física, João Pessoa, PB, Brasil.
  • Bertyza Carvalho de Falcão Fernandes Universidade Federal da Paraíba. Departamento de Educação Física, João Pessoa, PB, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-4690.v35i2p305-320

Palavras-chave:

Discriminações, Educação, Hegemonia, Homossexual

Resumo

O objetivo deste trabalho foi analisar como a hegemonia dos dispositivos heteronormativos e preconceitos no espaço escolar interferem na vida de atletas escolares que se definem como homossexuais. Para tanto, foi realizada uma apreciação da literatura acerca da temática investigada, bem como uma série de entrevistas com os sujeitos da pesquisa por meio de um roteiro semiestruturado. Foram estabelecidas interlocuções com os 43 atletas de um time masculino de voleibol amador chamado de Star Play, que se autoidentificam como gays, na cidade de João Pessoa-Paraíba. Percebemos o quanto a impregnação dos referenciais de preconceito à prática homossexual ainda estão presentes em diferentes contextos sociais, em especial no contexto escolar. Assim, faz-se necessário refletirmos sobre as práticas e posturas em relação aos referenciais de gênero que estão sendo desenvolvidas nas escolas, a fim de não fortalecermos o preconceito ao longo do processo de escolarização do indivíduo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Prado MAM, Machado FV. Preconceitos contra homossexualidades: a hierarquia da indivisibilidade. 2a. ed. São Paulo: Cortez, 2012. v. 5.

Knijnik JD, organizador. Gênero e esporte: masculinidades e feminilidades. Rio de Janeiro: Apicuri, 2010.

Foucault M. História da sexualidade I: a vontade de saber. Tradução de Albuquerque MTC, Albuquerque JAG. Rio de Janeiro, Edições Graal, 18a. ed. 2007.

Torres MA. A diversidade sexual na educação os direitos de cidadania LGBT na escola. 2a. ed. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2013.

Longaray DA, Ribeiro PRC. Espaços educativos e produção das subjetividades gays, travestis e transexuais. Rev Bras Educ. 2015;20(62):723-747.

Junqueira RD. O reconhecimento da diversidade sexual e o enfrentamento da homofobia. In: Gentle IM, Zenaide MNT, Guimarães VG, organizadores. Gênero, diversidade sexual e educação: conceituação e práticas de direitos e políticas públicas. 1a. ed. João Pessoa: Editora Universitária, 2008, v. 1, p. 234-252.

Junqueira RD, organizador. Diversidade sexual na Educação: problematizações sobre a homofobia nas escolas. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, UNESCO, 2009.

Altmann, H. Educação Física Escolar: Relações de gênero em jogo. São Paulo: Cortez (Coleção Educação & Saúde), 2015.

Ewald F. Foucault, a norma e o direito. Lisboa: Veja, 1993.

Butler J. Corpos que pesam: sobre os limites discursivos do "sexo". In: Louro GL, organizador. O corpo educado: pedagogias da sexualidade. Belo Horizonte: Autêntica, 2004, p. 153-172.

Goellner SV. A Educação dos corpos, dos gêneros e das sexualidades e o reconhecimento da diversidade. Cadernos de Formação RBCE. 2010:71-83.

Bourdieu P. A dominação Masculina. Maria Helena Kühner, tradutora. Rio de Janeiro: Best Bolso, 2014.

Scott J. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Educ Realidade. 1995;20:71-99.

Miskolci R. Teoria queer, um aprendizado pela diferença. 2a. ed. Belo Horizonte: Autêntica Editora: UFOP, 2013.

Louro, GL. Gênero, sexualidade e educação: uma perspectiva pós-estruturalista. 10a. ed. Petrópolis: Vozes, 2008.

Knijnik JD, Falcão-Defino, PC. Esporte e masculinidades: uma longa história de amor, ou melhor, de amizade. In: Knijnik JD, organizador. Gênero e esporte: masculinidades e feminilidades. Rio de Janeiro: Apicuri; 2010. p. 161-83.

Gomes PB, Silva P, Queirós P. Distintos registros sobre o corpo feminino: beleza, desporto e mídia. In: Romero E, Pereira EGB, organizadores. Universo do Corpo: masculinidades e feminilidades. Rio de Janeiro: Shape/Faperj, 2008.

Maia AC, et al. Educação para a sexualidade. Magalhães JC, Ribeiro PRC, organizadores. Rio Grande: Editora da FURG, 2014, p. 285.

Louro, GL. Pedagogias da sexualidade. In: Louro GL, organizador. O corpo educado: pedagogias da sexualidade. 2a. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2001, p. 7-34.

Altmann H. Verdades e pedagogias na educação sexual em uma escola. 2005. 226 f. [Tese]. Doutorado em Educação - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2005.

Bracht V, Almeida FQ. Esporte, escola e a tensão que os megaeventos esportivos trazem para a Educação Física Escolar. Em Aberto. 2013;26(89):131-143.

Goellner SV, Figueira MLM, Jaeger AA. A educação dos corpos, das sexualidades e dos gêneros no espaço da Educação Física escolar. In: Ribeiro PRC, Silva FF, Magalhães JC, Quadrado RP, organizadores. Educação e sexualidade: identidades, famílias, diversidade sexual, prazeres, desejos, preconceitos, homofobia. Rio Grande: Editora da FURG, 2008, p. 67-75.

Santos LN. Corpo, gênero e sexualidade: educar meninas e meninos para além da homofobia. 2008. 136 f. [Dissertação]. Mestrado em Educação Física - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2008.

Furlani J. Mitos e tabus da sexualidade humana: subsídios ao trabalho em Educação sexual. Autêntica Editora, 2003.

Downloads

Publicado

2021-08-18

Como Citar

Silva, J. C. A. da ., Caminha, I. de O. ., & Fernandes, B. C. de F. . (2021). Preconceitos no esporte escolar: um contexto de discursos heteronormativos e homossexualidade. Revista Brasileira De Educação Física E Esporte, 35(2), 305-320. https://doi.org/10.11606/issn.1981-4690.v35i2p305-320

Edição

Seção

Artigos