Perfil de liderança dos treinadores de futebol das categorias de base do município de Aracaju

Autores

  • Marcos Antônio Mattos dos Reis Universidade Federal de Sergipe, Aracaju, SE, Brasil.
  • Fabrício Vieira do Amaral Vasconcellos Universidade Estadual do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
  • Afrânio de Andrade Bastos Universidade Federal de Sergipe, Aracaju, SE, Brasil.
  • Marcos Bezerra de Almeida Universidade Federal de Sergipe, Aracaju, SE, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1981-4690.2022e36207480

Palavras-chave:

Comando, Formação de Atletas, Esporte Coletivo, Técnico Esportivo

Resumo

O objetivo deste estudo foi de identificar o perfil de liderança dos treinadores de categorias de base de equipes de futebol do município de Aracaju/SE. A amostra foi composta por 22 treinadores do sexo masculino que treinavam equipes de base. Foi utilizada a Escala de Liderança Revisada do Esporte que contém 60 questões fechadas divididas em dois estilos de liderança e seis dimensões. O teste de Kruskal-Wallis indicou prevalência dos comportamentos autocráticos (3,45 ± 1,60 pontos), de reforço positivo (4,48 ± 0,99 pontos) e de treino-instrução (4,59 ± 0,78 pontos) no perfil de liderança dos treinadores das categorias de base do município de Aracaju (p<0,05). Os treinadores têm hábito predominante de tomar decisões sem consultar seus jogadores, embora realizem o feedback positivo e valorizem os aspectos metodológicos do treino.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Lopes JE, Araujo D, Davids K. Investigative trends in understanding penalty-kick performance in association football: an ecological dynamics perspective. Sports Med. 2014;44:1-7.

Passos P, Araujo D, Davids K. Self-organization processes in field-invasion team sports: implications for leadership. Sports Med. 2013;43:1-7.

Silverman E, Tucker SA, Imsdahl S, et al. Conducting elite performance training. Surg Clin North Am. 2015;95:839-54.

Ghildiyal R. Role of sports in the development of an individual and role of psychology in sports. Mens Sana Monogr. 2015;13:165-70.

Bettega OB, Scaglia AJ, Morato MP, et al. Formação de jogadores de futebol: princípios e pressupostos para composição de uma proposta pedagógica. Movimento. 2015;21:791-801.

Garganta J. Modelação táctica em jogos desportivos: a desejável cumplicidade entre pesquisa, treino e competição. In: Tavares F, Graça A, Garganta J, Mesquita I, editores. Olhares e contextos da performance nos jogos desportivos. Porto: Universidade do Porto; 2008. p. 108-21.

Scaglia AJ, Reverdito RS, Leonardo L, et al. O ensino dos jogos esportivos coletivos: as competências essenciais e a lógica do jogo em meio ao processo organizacional sistêmico. Movimento. 2013;19:227-49.

Furley P, Memmert D. Coaches' implicit associations between size and giftedness: implications for the relative age effect. J Sports Sci. 2016:1-8.

Carravetta E. Futebol: a formação de times competitivos. Porto Alegre: Sulina; 2012. 206 p.

Hampson R, Jowett S. Effects of coach leadership and coach-athlete relationship on collective efficacy. Scand Med Sci Sports. 2014;24:454-60.

Costa IT, Samulski DM, Costa VT. Perfil de liderança para treinadores de futebol na visão de treinadores do Campeonato Brasileiro. Rev Educ Fís UEM. 2010;21:59-68.

Costa IT, Samulski DM, Costa VT. Análise do perfil de liderança dos treinadores das categorias de base do futebol brasileiro. Rev Bras Educ Fís Esporte. 2009;23:185-94.

Bekiari A, Digelidis N, Sakelariou K. Perceived verbal aggressiveness of coaches in volleyball and basketball: a preliminary study. Percep. mot. skills. 2006;103:526-30.

Brandão MRF, Carchan D. Comportamento preferido de liderança e sua influência no desempenho dos atletas. Motri. 2010;6:53-69.

Castellani RM. A liderança e coesão grupal no futebol profissional: o pesquisador fora do jogo. Rev Bras Educ Fís Esporte. 2012;26:431-45.

Gomes AR, Pereira AP, Pinheiro AR. Liderança, coesão e satisfação em equipas desportivas: um estudo com atletas portugueses de futebol e futsal. Psicol Reflex Crít. 2008;21:482-91.

Nascimento Junior JRA, Vieira LF. Coesão de grupo e liderança do treinador em função do nível competitivo das equipes: um estudo no contexto do futsal paranaense. Rev Bras Cineantropom Desempenho Hum. 2013;1:89-102.

Vieira AL, Dias C, Corte-Real N, et al. A liderança em situações de treino: um estudo com treinadores de elite do voleibol brasileiro. Rev Port Cien Desp. 2011;3:14-38.

Costa I, Samulski DM, Costa V. A liderança dos treinadores da primeira divisão do futebol brasileiro. Rev Mackenzie Educ Fís Esporte. 2010;2:63-71.

Zhang J, Jensen BE, Mann B. Modification and revision of the leadership scale for sport. J Sport Behav 1997;20:105-22.

Costa IT. Análise do perfil de liderança de treinadores de futebol do Campeonato Brasileiro Série A/2005. Minas Gerais: Universidade Federal de Minas Gerais; 2006.

Chelladurai P, Saleh SD. Dimensions of leader behavior in sports: development of a leadership scale. J Sport Psychol. 1980;2:34-45.

Costa IT, Samulski DM, Marques MP. Análise do perfil de liderança dos treinadores de futebol do campeonato mineiro de 2005. Rev Bras Ciênc Esporte. 2006;3:55-62.

Sonoo CN, Hoshino EF, Vieira LF. Liderança esportiva: estudo da percepção de atletas e técnicos no contexto competitivo. Psicol Teor Prat. 2008;2:68-82.

Costa-Hübes TC. Formação continuada para professores da educação básica nos anos iniciais: ações voltadas para municípios com baixo Ideb. Rev Bras Estud Pedagog. 2013;94:501-23.

Downloads

Publicado

2022-12-31

Como Citar

Reis, M. A. M. dos ., Vasconcellos, F. V. do A. ., Bastos, A. de A. ., & Almeida, M. B. de . (2022). Perfil de liderança dos treinadores de futebol das categorias de base do município de Aracaju. Revista Brasileira De Educação Física E Esporte, 36, e36207480. https://doi.org/10.11606/issn.1981-4690.2022e36207480

Edição

Seção

Artigos