[1]
I. ČUK, “ O Código de Pontuação na ginástica artística feminina e masculina favorecem elementos assimétricos? ”, Rev Bras Educ Fís Esporte, vol. 30, nº 1, p. 9-18, mar. 2016.