Difusão de Ciências: Um Instrumento para Incluir Socialmente e Despertar Vocações Científicas e Tecnológicas em Jovens de Todo o País

  • Wilma Regina Barrionuevo Universidade de São Paulo. Instituto de Física de São Carlos, São Paulo
  • Vanderlei Salvador Bagnato Universidade de São Paulo. Instituto de Física de São Carlos, São Paulo
  • Sergio Perussi Filho Universidade de São Paulo. Instituto de Física de São Carlos, São Paulo
  • Euclydes Marega Junior Universidade de São Paulo. Instituto de Física de São Carlos, São Paulo
Palavras-chave: Difusão Científica, Exposição, Olimpíada de Física

Resumo

Os pesquisadores do Grupo de Óptica do IFSC, na Universidade de São Paulo, vêm realizando intensas atividades de difusão de Ciência desde 2001, por meio de exposições itinerantes, workshops e de feiras de ciências em escolas e espaços públicos. Além disso, gerenciam o canal TV Ciência, 24 horas no ar, e mantêm colunas científicas em rádio, sites e jornais. Por meio dessas mídias são veiculados programas científicos para várias regiões do país. Outra atividade relevante é a organização da Olimpíada Brasileira de Física e da Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas, que juntas contaram com a inscrição de 863.402 alunos na primeira fase. No presente trabalho, são abordadas as atividades gerais de difusão do Grupo de Óptica, com destaque ao treinamento dos professores e monitores. Em seus depoimentos os estudantes monitores citam como benefícios dos projetos a ampliação dos seus conhecimentos científicos, além de sensível melhoria na capacidade de oratória em público e da capacidade de organizar eventos e de responder às situações imprevistas. Esperamos que tais ações venham a ampliar o campo de possibilidades que esses jovens terão no mercado de trabalho, além de conceder-lhes uma atitude mais eficaz e positiva frente aos inúmeros desafios da vida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wilma Regina Barrionuevo, Universidade de São Paulo. Instituto de Física de São Carlos, São Paulo

Coordenadora de Difusão Científica do Grupo de Óptica do Instituto de Física de São Carlos da Universidade de São Paulo (IFSC-USP)

Vanderlei Salvador Bagnato, Universidade de São Paulo. Instituto de Física de São Carlos, São Paulo

Coordenador do Centro de Pesquisas em Óptica e Fotônica (CEPOF) e professor titular do Instituto de Física de São Carlos da Universidade de São Paulo (IFSC-USP)

Sergio Perussi Filho, Universidade de São Paulo. Instituto de Física de São Carlos, São Paulo

Professor do Centro Universitário Paulista (UNICEP) e professor colaborador da Universidade de São Paulo (IFSC-USP)

Euclydes Marega Junior, Universidade de São Paulo. Instituto de Física de São Carlos, São Paulo

Coordenador de Difusão Científica do Centro de Pesquisas em Óptica e Fotônica (CEPOF) e professor titular do Instituto de Física de São Carlos da Universidade de São Paulo (IFSC-USP)

Publicado
2015-11-30
Como Citar
Barrionuevo, W. R., Bagnato, V., Perussi Filho, S., & Marega Junior, E. (2015). Difusão de Ciências: Um Instrumento para Incluir Socialmente e Despertar Vocações Científicas e Tecnológicas em Jovens de Todo o País. Revista De Cultura E Extensão USP, 14, 83-93. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9060.v14i0p83-93
Seção
Artigos