A interpretação quântica do mundo

  • Valter Luiz Líbero Instituto de Física de São Carlos (IFSC) e Centro de Divulgação Científica e Cultural (CDCC)
Palavras-chave: desenvolvimento científico e cultural, mecânica quântica, dualidade onda-partícula

Resumo

A interpretação científica do mundo, embora sempre pautada em observações criteriosas dos fenômenos naturais, depende do estágio de evolução ou do nível cultural em que vivemos. O desenvolvimento da Mecânica Quântica é o mais belo exemplo disso, em que uma boa dose de criatividade foi necessária frente às dificuldades que a Física Clássica apresentava no final do século XIX. Os novos conceitos criados, como a universalidade da dualidade onda-partícula ou o princípio de incerteza norteando processos de medida, regem toda a matéria e não tem análogos na Física Clássica. Embora reinante em escalas subatômicas, recentemente tem-se evidenciado traços de propriedades quânticas fundamentais mesmo no mundo macroscópico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Valter Luiz Líbero, Instituto de Física de São Carlos (IFSC) e Centro de Divulgação Científica e Cultural (CDCC)
Professor do Instituto de Física de São Carlos (IFSC) e atual diretor do Centro de Divulgação Científica e Cultural (CDCC).
Publicado
2013-05-31
Como Citar
Líbero, V. (2013). A interpretação quântica do mundo. Revista De Cultura E Extensão USP, 9, 115-124. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9060.v9i0p115-124
Edição
Seção
Artigos