Características da Governança Corporativa como Estímulo à Gestão Fiscal

Autores

  • Antônio Paulo Machado Gomes Ibmec; Departamento de Ciências Contábeis

DOI:

https://doi.org/10.1590/1808-057x201500750

Resumo

Este artigo buscou investigar se a governança corporativa utiliza o gerenciamento tributário para aumentar o desempenho das empresas. O objetivo foi verificar se as características da governança corporativa, tais como remuneração paga à diretoria executiva, segregação entre Chairman e CEO, e independência e composição do Conselho de Administração, influenciam o gerenciamento tributário das empresas brasileiras. Ao mesmo tempo, procurou identificar se a gestão tributária passada tem reflexo na gestão tributária subsequente. Para tanto, analisou-se uma amostra de 355 empresas listadas na BM&FBOVESPA entre 2008 e 2014, buscando constatar se suas características de governança corporativa influenciavam o gerenciamento tributário, identificado através do cálculo da ETR, CashETR e BTD. Como resultado, constatou-se (i) que a remuneração variável paga aos executivos pode ser considerada como característica que influencia o gerenciamento tributário nas firmas brasileiras, e (ii) que a gestão tributária passada influencia a gestão tributária futura. Além disso, constatou-se que as empresas brasileiras não descartam os benefícios do gerenciamento tributário, uma vez que a alíquota efetiva média da amostra analisada ficou em 25%, e é estatisticamente menor que a alíquota nominal dos tributos sobre o lucro no Brasil, de 34%.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2016-08-01

Como Citar

Gomes, A. P. M. (2016). Características da Governança Corporativa como Estímulo à Gestão Fiscal . Revista Contabilidade & Finanças, 27(71), 149-168. https://doi.org/10.1590/1808-057x201500750

Edição

Seção

Artigos