Relação entre gerenciamento de resultado e abnormal book-tax differences no Brasil

Autores

  • Henrique Carvalho Bezerra Morais Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências Sociais Aplicadas, Departamento de Ciências Contábeis, Belém, PA, Brazil https://orcid.org/0000-0002-8608-5740
  • Marcelo Alvaro da Silva Macedo Universidade Federal do Rio de Janeiro, Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis, Rio de Janeiro, RJ, Brazil https://orcid.org/0000-0003-2071-8661

DOI:

https://doi.org/10.1590/1808-057x202009230

Palavras-chave:

gerenciamento de resultado contábil, gerenciamento de resultado operacional, abnormal book-tax differences

Resumo

O objetivo deste trabalho foi verificar se as ações discricionárias dos gestores para gerenciar o resultado podem ser capturadas pela abnormal book-tax diferences (ABTD). No Brasil, não há estudos com o uso desagregado do gerenciamento de resultado (GR) por meio de escolhas operacionais como proxy de decisões discricionárias para serem capturadas pela ABTD. Além disso, os estudos anteriores se concentram na época em que as International Financial Reporting Standards (IFRS) ainda não eram exigidas no Brasil ou quando ainda estavam em implementação, o que pode mudar o contexto de gerenciamentos de resultado no país e, consequentemente, a relação com a ABTD. Este trabalho é relevante para os usuários das informações contábeis, como investidores, credores, fisco e órgãos reguladores, pois os achados podem auxiliá-los na identificação do oportunismo dos gestores ao gerenciar o resultado. A identificação de que o gerenciamento tributário pode ser afetado pelo GR por decisões contábeis e operacionais revela que investidores, credores, fisco, reguladores e auditores devem estar atentos à deterioração da qualidade informacional contábil e, consequentemente, da utilidade dessas informações. Analisaram-se 201 empresas não financeiras, de 2012 a 2016, totalizando 1.005 observações. Foram utilizados cinco modelos de regressão em painel, sendo três para capturar o GR, um para identificar a ABTD e um para relacionar essas variáveis. Foi evidenciada relação significativa e positiva entre o GR contábil e operacional e a ABTD, o que indica que as empresas que gerenciam para aumentar o lucro têm ABTD positivas, e as empresas que gerenciam para diminuir o lucro têm ABTD negativas. Esta pesquisa contribui, portanto, para a identificação que a ABTD captura as ações discricionárias dos gestores relacionadas ao GR mediante decisões contábeis e operacionais

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2020-12-20 — Atualizado em 2020-11-16

Como Citar

Morais, H. C. B., & Macedo, M. A. da S. (2020). Relação entre gerenciamento de resultado e abnormal book-tax differences no Brasil. Revista Contabilidade & Finanças, 32(85), 46-64. https://doi.org/10.1590/1808-057x202009230

Edição

Seção

Artigos Originais