Evidenciação de instrumentos financeiros derivativos nas demonstrações contábeis: uma análise das empresas brasileiras

Autores

  • Leandro Luís Darós UFSC; Programa de Pós-Graduação em Contabilidade
  • José Alonso Borba UFSC; Depto. de Ciências Contábeis; Programa de Pós-Graduação em Contabilidade

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1519-70772005000300006

Palavras-chave:

Demonstrações Financeiras, Derivativos, Evidenciação

Resumo

Dentro da perspectiva de governança corporativa e de acordo com a Instrução Normativa 235 da Comissão de Valores Mobiliários - CVM, este trabalho apresenta uma pesquisa empírica sobre as formas de evidenciação de instrumentos financeiros derivativos nas Demonstrações Contábeis divulgadas no Brasil. Foram analisadas as Demonstrações Contábeis das vinte maiores empresas brasileiras não financeiras classificadas de acordo com a receita líquida. Como resultado constatou-se que a grande maioria das empresas não atende às determinações da CVM e não evidencia, de forma clara, concisa e objetiva, as informações referentes às suas operações envolvendo instrumentos financeiros derivativos. As principais divergências estão na falta de avaliação dos instrumentos a preços de mercado, ausência de divulgação das políticas de investimento em derivativos e falta de controle do risco de mercado, câmbio e crédito.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2005-12-01

Como Citar

Darós, L. L., & Borba, J. A. (2005). Evidenciação de instrumentos financeiros derivativos nas demonstrações contábeis: uma análise das empresas brasileiras . Revista Contabilidade & Finanças, 16(39), 68-80. https://doi.org/10.1590/S1519-70772005000300006

Edição

Seção

naodefinida