Metodologia de custeio para a ergonomia

Autores

  • José Roberto Dourado Mafra Universidade Federal do Rio de Janeiro; Faculdade de Administração e Ciências Contábeis; Departamento de Contabilidade

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1519-70772006000300007

Palavras-chave:

Custeio, Análise Ergonômica do Trabalho, Custo Sombra, Custo Benefício

Resumo

Uma metodologia de Custeio para Ergonomia é apresentada neste artigo. Aqui o custeio é construído em paralelo ao processo da Análise de Ergonomia. Faz-se uma breve revisão da literatura. Essa metodologia de custeio abrange uma estimativa inicial de custos e a posterior aferição desses custos, decorrentes da ausência de Ergonomia no delineamento das situações em estudo; num outro momento, são feitos os cálculos dos custos das correções, ou investimentos necessários e a avaliação dos benefícios aportados pela nova concepção. A aplicação dessa metodologia é exemplificada em um estudo de caso de uma cozinha industrial, onde foi realizada uma Análise Ergonômica do Trabalho. No estudo de caso, a ausência de ergonomia é caracterizada por indicadores econômicos de efetividade na empresa. Conclui-se que essa metodologia de custeio mostra como problemas no desempenho impactam no negócio, economicamente, caracterizados em saúde, qualidade de vida e produtividade no trabalho. Nesse sentido, acredita-se ter contribuído com o estado da prática, contabilizando os custos e avaliando a viabilidade da solução.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2006-12-01

Como Citar

Mafra, J. R. D. (2006). Metodologia de custeio para a ergonomia . Revista Contabilidade & Finanças, 17(42), 77-91. https://doi.org/10.1590/S1519-70772006000300007

Edição

Seção

naodefinida