Avaliação de estratégias para a redução do risco de inadimplência em carteiras de crédito bancário rotativo de pessoas físicas

Autores

  • José Odálio dos Santos Pontifícia Universidade Católica de São Paulo; Faculdade de Economia e Administração; Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis e Atuárias
  • Rubens Famá Pontifícia Universidade Católica de São Paulo; Faculdade de Economia e Administração; Programa de Pós-Graduação em Administração

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1519-70772006000300008

Palavras-chave:

Crédito Pessoal, Risco de Inadimplência, Carteira de Crédito

Resumo

Os principais Bancos Privados brasileiros vêm apresentando crescimento contínuo do número de clientes pessoas físicas em suas carteiras de crédito e, conseqüentemente, aumento do volume de negócios e receitas com as altas taxas de spread, ou retorno, cobradas em empréstimos rotativos (ex.: Limite de Cheque Especial). Como, paralelamente ao aumento da concessão de empréstimos, ocorre uma maior exposição ao risco de inadimplência, espera-se que os Bancos adotem ações preventivas e inibidoras ao não pagamento pontual de empréstimos. Visando contribuir nessa tarefa, este artigo, inicialmente, apresenta três proposições para a redução de risco em carteiras de crédito bancário rotativo às pessoas físicas, quer sejam: 1) "O Agente Desestimulador ao Risco Moral", 2) "A Determinação da Fronteira Eficiente Risco-Retorno" e 3) "O Mercado Futuro de Índices de Inadimplência". Na parte final, apresenta um modelo econométrico desenvolvido para avaliar o impacto de 19 variáveis sistemáticas na inadimplência de pessoas físicas em créditos rotativos. Os resultados extraídos de simulações conduzem à conclusão parcial de que a utilização do modelo econométrico e a implementação das três estratégias contribuiriam para a inibição e melhor monitoramento da inadimplência em carteiras de crédito rotativo de pessoas físicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2006-12-01

Como Citar

Santos, J. O. dos, & Famá, R. (2006). Avaliação de estratégias para a redução do risco de inadimplência em carteiras de crédito bancário rotativo de pessoas físicas . Revista Contabilidade & Finanças, 17(42), 92-103. https://doi.org/10.1590/S1519-70772006000300008

Edição

Seção

naodefinida