Determinantes do grau de evidenciação de risco de crédito pelos bancos brasileiros

Autores

  • José Alves Dantas UnB/UFPB/UFRN; Programa de Pós-Graduação Multiinstitucional e Inter-Regional de Ciências Contábeis
  • Fernanda Fernandes Rodrigues UnB/UFPB/UFRN; Pós-Graduação Multiinstitucional e Inter-Regional de Ciências Contábeis
  • Jomar Miranda Rodrigues UnB/UFPB/UFRN; Pós-Graduação Multiinstitucional e Inter-Regional de Ciências Contábeis
  • Lucio Rodrigues Capelletto UnB/UFPB/UFRN; Pós-Graduação Multiinstitucional e Inter-Regional de Ciências Contábeis

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1519-70772010000100002

Palavras-chave:

Risco de Crédito, Basiléia II, Bancos, Evidenciação, Transparência

Resumo

Estudos que avaliam o nível de evidenciação praticado pelas organizações têm adquirido relevância na literatura contábil, na medida em que a evidenciação assume papel cada vez mais importante para a redução da assimetria de informação entre os diversos agentes econômicos. No caso do sistema financeiro, considerando suas peculiaridades, a transparência é essencial para garantir a confiabilidade e a estabilidade do sistema. O presente estudo teve por objetivo central avaliar o grau de transparência do risco de crédito praticado pelas instituições financeiras brasileiras, tendo por referência as divulgações qualitativas e quantitativas requeridas pelo Acordo de Basiléia II. Com base nas Informações Financeiras Trimestrais dos 50 maiores bancos, os resultados das análises revelaram, inicialmente, que o grau de evidenciação apresentou crescimento paulatino e constante no período, mas ainda atende a menos de 40% dos itens requeridos. Por meio de regressão, com o uso de dados em painel, foi constatado que o grau de evidenciação do risco de crédito de um período é explicado, inicialmente, pela divulgação do período anterior. Também foi constatado que o nível de evidenciação é explicado pela vigência de Basiléia II, pelo porte das instituições, pelo nível de rentabilidade, pelo índice de imobilização e pela listagem das ações na Bovespa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-01-01

Como Citar

Dantas, J. A., Rodrigues, F. F., Rodrigues, J. M., & Capelletto, L. R. (2010). Determinantes do grau de evidenciação de risco de crédito pelos bancos brasileiros . Revista Contabilidade & Finanças, 21(52), 0-0. https://doi.org/10.1590/S1519-70772010000100002

Edição

Seção

naodefinida