O regime de competência no setor público brasileiro: uma pesquisa empírica sobre a utilidade da informação contábil

Autores

  • Rossana Guerra de Sousa Universidade de Brasília/Universidade Federal da Paraíba e Universidade Federal do Rio Grande do Norte; Programa Multi-institucional e Inter-regional de Pós-Graduação em Ciências Contábeis
  • Adriana Fernandes de Vasconcelos Universidade de Brasília/Universidade Federal da Paraíba e Universidade Federal do Rio Grande do Norte; Programa Multi-institucional e Inter-regional de Pós-Graduação em Ciências Contábeis
  • Roberta Lira Caneca Universidade de Brasília/Universidade Federal da Paraíba e Universidade Federal do Rio Grande do Norte; Programa Multi-institucional e Inter-regional de Pós-Graduação em Ciências Contábeis
  • Jorge Katsumi Niyama Universidade de Brasília; Departamento de Ciências Contábeis e Atuariais

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1519-70772013000300005

Resumo

O estudo buscou examinar a percepção dos usuários internos, externos e preparadores da informação contábil do setor público brasileiro sobre a alteração do regime de contabilização para o baseado na competência, quanto à capacidade de produção de potenciais benefícios informacionais para a tomada de decisões e de gestão das entidades públicas. Para tanto, foi conduzida uma pesquisa de campo a partir da metodologia proposta por Kober, Lee, e Ng (2010) em estudo exploratório, e os dados analisados com a utilização dos testes de Wilcoxon e Mann-Whitnney. Os resultados indicam que, na percepção dos respondentes, o regime de competência pode produzir benefícios informacionais para a tomada de decisão das entidades públicas, apontando que sua adoção não se fará apenas por exigência mandatória ou pressão de organismos internacionais. A análise das diferenças nos níveis de utilidade percebida pelos grupos sugere que as ações adotadas pelos gestores do processo de implementação das Normas Brasileiras de Contabilidade Aplicadas ao Setor Público (NBCASP), no que tange a divulgação e capacitação, podem estar surtindo efeito, quando os preparadores apresentam uma percepção em maior índice que os usuários internos e externos, do potencial gerador de informações para decisões do regime de competência. Adicionalmente, pode indicar a necessidade dos gestores do processo de implementação das NBCASP de focar sua atuação nos demais envolvidos (usuários internos e externos) de forma a preparar o ambiente para a incorporação deste novo paradigma.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2013-12-01

Como Citar

Sousa, R. G. de, Vasconcelos, A. F. de, Caneca, R. L., & Niyama, J. K. (2013). O regime de competência no setor público brasileiro: uma pesquisa empírica sobre a utilidade da informação contábil . Revista Contabilidade & Finanças, 24(63), 219-230. https://doi.org/10.1590/S1519-70772013000300005

Edição

Seção

Artigos