Prices lead earnings no Brasil?

Autores

  • Mateus Alexandre Costa dos Santos Universidade Federal de Brasília, Universidade Federal da Paraíba, Universidade Federal do Rio Grande do Norte; Programa Multi-institucional e Inter-regional de Pós-graduação em Ciências Contábeis
  • Anderson Luiz Rezende Mol Universidade Federal de Brasília, Universidade Federal da Paraíba, Universidade Federal do Rio Grande do Norte; Departamento de Ciências Administrativas
  • Luiz Carlos Marques dos Anjos Universidade Federal de Alagoas; Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade
  • Josicarla Soares Santiago Universidade Federal da Paraíba; Departamento de Ciências Sociais Aplicadas

DOI:

https://doi.org/10.1590/S1519-70772013000300007

Resumo

O presente artigo tem por objetivo identificar o nível temporal da relação retorno-lucro no cenário brasileiro. Por nível temporal entenda-se grau de defasagem temporal entre os momentos das variáveis. A investigação foi desenvolvida sob o pressuposto da hipótese prices lead earnings, cuja premissa fundamental é que o preço da ação é informacionalmente mais rico do que os lucros contábeis corrente e passados, acerca dos lucros futuros, o que invalida o estabelecimento de uma relação contemporânea (nível temporal zero) entre essas variáveis. A investigação foi realizada por meio de regressões combinadas (pooled regression) e dados em painel (efeitos fixos e efeitos aleatórios), ao total foram empregados 4 modelos. Foram analisadas 205 firmas ao longo de 53 trimestres (1999 a 2012), o que resultou em 8.440 firmas-trimestres. Os resultados indicaram que, isoladamente, o lucro contábil não é informacionalmente contemporâneo ao preço das ações, entretanto, com a eliminação dos efeitos dos lucros futuros sobre essa relação, constatou-se que há sinais de contemporaneidade. Além disso, verificou-se que os retornos antecipam informações sobre os lucros futuros. As associações identificadas sugerem que essa antecipação ocorreria há, pelo menos, 8 trimestres. Contudo, não foi possível precisar o nível temporal da relação retorno-lucro trimestral no Brasil, pois, se de um lado, os retornos passados associam-se aos lucros correntes, de outro, a significância dos lucros futuros na explicação dos retornos correntes depende do arranjo das variáveis independentes no modelo. Apesar disso, percebe-se que os resultados convergem com um nível temporal igual a 1, em que o retorno antecipa o lucro do período seguinte, indicação esta que se mostrou independente da adição das demais variáveis no modelo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2013-12-01

Como Citar

Santos, M. A. C. dos, Mol, A. L. R., Anjos, L. C. M. dos, & Santiago, J. S. (2013). Prices lead earnings no Brasil? . Revista Contabilidade & Finanças, 24(63), 243-256. https://doi.org/10.1590/S1519-70772013000300007

Edição

Seção

Artigos