ESTRUTURA DE FINANCIAMENTO DAS FIRMAS DE ENERGIA ELÉTRICA NO BRASIL: UMA ABORDAGEM À PECKING ORDER THEORY (POT)

Autores

  • José Antonio De França Universidade de Brasilia
  • Sandra Isaelle Figueiredo dos Santos Universidade de Brasilia
  • Wilfredo Sosa Sandoval Universidade Católica de Brasilia
  • Átila Pires dos Santos Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília

DOI:

https://doi.org/10.11606/rco.v10i27.111487

Palavras-chave:

Pecking Order Theory e Estrutura de Capital. Relacionamento do Uso Preponderante de Capital Próprio (UPC) com Retorno Preponderante de Capital (RPC). Preferência por formas de financiamento das firmas de energia elétrica.

Resumo

Este artigo discute resultados de pesquisa sobre formas de financiamento do negócio de energia elétrica no Brasil, por controle de capital, utilizando amostra de 31 firmas, de 1997 a 2013. A pesquisa investiga como essas firmas são preponderantemente financiadas, por capital próprio (CP) seguindo a Pecking OrderTheory (POT) ou capital de terceiros (CT), e ainda como financiamento e taxa de retorno se relacionam. O objetivo é analisar as formas de financiamento e a relação do uso preponderante de capital (UPC) com retorno preponderante de capital (RPC). A metodologia utiliza modelos analíticos e regressão linear multivariada para obtenção dos resultados. Os resultados sugerem que as firmas tem financiamento compatível com a POT; a relação entre CP e CT é menor nas firmas com controle privado; o retorno das firmas com controle privado é superior ao das firmas com controle governamental, o UPC com deslocamento dinâmico, é inverso ao RPC. A pesquisa inova e se diferencia por relacionar UPC com RPC.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Antonio De França, Universidade de Brasilia

Doutor em Ciências Contábeis; mestre em administração contábil e financeira;  Master in Admministrazione e Controllo; doutorando em ciências econômicas; professor adjunto do departamento de ciências contábeis e atuariais da Universidade de Brasilia (UnB); auditor independente.

Sandra Isaelle Figueiredo dos Santos, Universidade de Brasilia

Especialista em Contabilidade Internacional,  Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis da Universidade de Brasilia UnB, Professora voluntária da Universidade de Brasilia UnB.

Wilfredo Sosa Sandoval, Universidade Católica de Brasilia

Doutor em Matematica; Professor titular da Universidade Católica de Brasilia (UCB); professor do programa de pós-graduação em Ciências Econômicas da Universidade Católica de Brasilia (UCB)

Átila Pires dos Santos, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília

Professor do  Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília; mestre em Economia.

Downloads

Publicado

2016-08-29

Como Citar

De França, J. A., Santos, S. I. F. dos, Sandoval, W. S., & Santos, Átila P. dos. (2016). ESTRUTURA DE FINANCIAMENTO DAS FIRMAS DE ENERGIA ELÉTRICA NO BRASIL: UMA ABORDAGEM À PECKING ORDER THEORY (POT). Revista De Contabilidade E Organizações, 10(27), 58 - 70. https://doi.org/10.11606/rco.v10i27.111487

Edição

Seção

Artigos