Endividamento e decisões contábeis: a relação não linear entre dívida e qualidade dos lucros

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1982-6486.rco.2018.137077

Palavras-chave:

Qualidade dos lucros, Dívida de longo prazo, Não linearidade

Resumo

Os contratos de dívidas das empresas podem gerar diferentes incentivos para os gestores praticarem o chamado gerenciamento de resultados. De acordo com a maioria dos estudos presentes na literatura, empresas buscariam reduzir os accruals discricionários para reduzir assimetria de informação e incorrer em menores custos de financiamento. Outros estudos, porém, apontam que empresas com níveis muito elevados de endividamento podem fazer o contrário, aumentando os accruals discricionários para não incorrer em cláusulas restritivas (covenants). Considerando essas duas teorias, este artigo propõe uma relação não linear entre dívida e o componente discricionário dos lucros para as empresas listadas na BM&FBOVESPA entre 2008 e 2015. As evidências indicam uma relação positiva entre baixos níveis de dívida e a qualidade dos lucros, mas negativa para níveis maiores de dívida. Esse resultado sugerir que em níveis elevados de endividamento, é preferível diminuir a qualidade dos lucros a incorrer em perdas por violações contratuais. Análises adicionais indicam que a relação não linear encontrada está relacionada à dívida de longo prazo, e não à de curto prazo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristiano Machado Costa, Universidade do Vale do Rio dos Sinos

O Professor Cristiano Machado Costa possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2002), mestrado em Economia pela Fundação Getulio Vargas - RJ (2004) e doutorado em Economia pela University of Pennsylvania (2010). Vinculou-se à Unisinos em 2014, onde atualmente é Professor Assistente, dedicando-se a projetos de pesquisa e ao ensino em nível de Graduação e Pós Graduação, em cursos da Escola de Gestão e Negócios da Unisinos, na área de Ciências Contábeis. O professor também integra o corpo docente do Mestrado Profissional em Direito da Empresa e dos Negócios na Escola de Direito da Unisinos. Seus principais tópicos de pesquisa são: Finanças Corporativas, Governança Corporativa e Métodos Quantitativos Aplicados à Contabilidade e ao Direito.

Adriana Machado Matte, Universidade do Vale do Rio dos Sinos

Mestre em Ciências Contábeis, na linha de pesquisa de Contabilidade para usuários externos, bacharel em Ciências Contábeis com curso de pós-graduação em Controladoria e pós-graduação em Docência no Ensino Superior. Profissional com experiência na área contábil e tributária, com atuação em empresas locais e multinacionais. Desempenho atividade acadêmica como: Tutora no curso de Ciências Contábeis ? Ensino a Distância (EAD) da Unisinos, nas disciplinas de Contabilidade e Planejamento Tributário II, Contabilidade Básica, Contabilidade Intermediária I, Contabilidade de Custos I e Laboratório de Práticas Contábeis II; e Professora no curso de Ciências Contábeis da FADERGS, com atuação nas disciplinas de Fundamentos de Contabilidade, Planejamento e Contabilidade Tributária e Laboratório de Prática contábil.

Publicado

2018-05-23

Como Citar

Costa, C. M., Matte, A. M., & Monte-Mor, D. S. (2018). Endividamento e decisões contábeis: a relação não linear entre dívida e qualidade dos lucros. Revista De Contabilidade E Organizações, 12, e137077. https://doi.org/10.11606/issn.1982-6486.rco.2018.137077

Edição

Seção

Artigos