Recomendações aos comitês de auditoria em empresas brasileiras

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1982-6486.rco.2018.138529

Palavras-chave:

Características do comitê de auditoria, Deficiências de controle interno, Empresas brasileiras

Resumo

O presente estudo analisa a relação entre as características do comitê de auditoria e as deficiências do controle interno em empresas brasileiras. A amostra do estudo envolveu cerca de 80 empresas que possuíam comitês de auditoria, no período de 2010 a 2015. Foram utilizadas a análise de entropia da informação, a estatística descritiva e a regressão linear múltipla. Os resultados demonstraram que empresas que possuem no mínimo três membros no comitê de auditoria, em relação àquelas que possuem menos que três membros, apresentaram menores deficiências no controle interno. Este resultado fortalece a prerrogativa de organismos regulatórios de ser adotado um mínimo de três membros para o comitê de auditoria para empresas brasileiras, contribuindo para a diminuição das deficiências do controle interno.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alini da Silva, Universidade Regional de Blumenau

Doutoranda em Ciências Contábeis e Administração

Paulo Roberto Da Cunha, Universidade Regional de Blumenau

Professor no Programa de Pós Graduação em Ciências Contábeis e Administração

Silvio Aparecido Teixeira, Universidade Regional de Blumenau

Doutor em Ciências Contábeis e Administração

Publicado

2018-07-24

Como Citar

Silva, A. da, Da Cunha, P. R., & Teixeira, S. A. (2018). Recomendações aos comitês de auditoria em empresas brasileiras. Revista De Contabilidade E Organizações, 12, e138529. https://doi.org/10.11606/issn.1982-6486.rco.2018.138529

Edição

Seção

Artigos