Cultura organizacional e desempenho nas empresas estrangeiras listadas na NYSE

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1982-6486.rco.2018.139161

Palavras-chave:

Cultura organizacional. Tipologias culturais. Desempenho.

Resumo

Fundamentado nos preceitos da teoria da visão baseada em recursos, o estudo investiga a cultura organizacional como recurso estratégico sustentável para o desempenho das empresas estrangeiras listadas na New York Stock Exchange. Analisou-se a cultura organizacional de 141 empresas pela análise textual dos relatórios 20-F apresentados por elas à US Securities and Exchange Commission, entre 2009 e 2014, classificando os radicais de palavras em quatro tipologias culturais. Os resultados mostram a predominância de uma cultura organizacional mais competitiva, enquanto a cultura organizacional criativa tem menor representatividade. Os resultados revelam ainda que a cultura colaborativa e de controle influem, respectivamente, de forma positiva e negativa no desempenho empresarial. Estes efeitos são distintos entre a origem das empresas e entre o tipo do sistema legal dos países de origem das empresas. Considerando que a cultura organizacional pode ser considerada um ativo estratégico capaz de afetar o desempenho da empresa, sugere-se que gestores, investidores e acadêmicos, fiquem atentos à cultura organizacional como um componente da estratégia dos negócios.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2018-07-16

Como Citar

Parente, P. H. N., De Luca, M. M. M., Lima, G. A. S. F. de, & Vasconcelos, A. C. de. (2018). Cultura organizacional e desempenho nas empresas estrangeiras listadas na NYSE. Revista De Contabilidade E Organizações, 12, e139161. https://doi.org/10.11606/issn.1982-6486.rco.2018.139161

Edição

Seção

Artigos