Moral Hazard na relação contratual entre cooperativa e cooperado

Autores

  • Davi Rogério de Moura Costa Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Estado de São Paulo; Instituto de Cooperativismo e Associativismo

DOI:

https://doi.org/10.11606/rco.v2i4.34721

Palavras-chave:

Moral Hazard, gestão de cooperativas agropecuárias, contratos em cooperativas

Resumo

O presente trabalho apresenta os conceitos teóricos e doutrinários que regem uma cooperativa agropecuária, as definições de Moral Hazard e faz ainda uma descrição de como o risco moral ocorre empiricamente numa cooperativa agropecuária. A partir daí é averiguado se existem mecanismos previstos nas instituições formais que regem as cooperativas brasileiras para reduzir sua presença. A lei, os estatutos, os princípios e os valores do cooperativismo estabelecem que é possível adotar mecanismos de monitoramento, incentivo e punição. Entretanto, os gestores da cooperativa estudada têm utilizado somente parte dos mecanismos de monitoramento e incentivo e não têm usado os de punição, com a justificativa de que os princípios e valores que regem o cooperativismo não permitem algumas dessas ações

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-12-01

Como Citar

Costa, D. R. de M. (2008). Moral Hazard na relação contratual entre cooperativa e cooperado . Revista De Contabilidade E Organizações, 2(4), 55-74. https://doi.org/10.11606/rco.v2i4.34721

Edição

Seção

Artigos