Governança cooperativa: participação e representatividade em cooperativas de crédito no Brasil

Autores

  • Joaquim Rubens Fontes Filho Fundação Getúlio Vargas; Escola Brasileira de Administração Pública
  • José Carlos Marucci Banco Central do Brasil
  • Mauro José de Oliveira Banco Central do Brasil

DOI:

https://doi.org/10.11606/rco.v2i4.34724

Palavras-chave:

governança, cooperativas de crédito, participação

Resumo

O objetivo do artigo é analisar os fatores participação e representatividade como elementos necessários às boas práticas de governança em cooperativas de crédito. Caracterizadas pela união de pessoas com objetivos comuns, as cooperativas requerem a inclusão de mecanismos de participação e representatividade na sua governança a fim de conferir legitimidade aos gestores para alcance dos objetivos dos seus associados. Em conseqüência, as formas de influência nas instâncias decisórias e no controle da gestão assumem papel relevante para essas organizações. O artigo apresenta resultado de pesquisa institucional, realizada pelo Banco Central no universo das cooperativas de crédito singulares e em amostragem de seus associados, com o objetivo de levantar e compreender suas principais práticas de governança. As respostas fornecidas por 1.199 cooperativas e por 420 associados foram cotejadas e analisadas frente os mecanismos de participação dos associados e sua representatividade na direção e controle da cooperativa. Com base nessas análises são propostas reflexões e direcionamentos para a melhoria de sua governança.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-12-01

Como Citar

Fontes Filho, J. R., Marucci, J. C., & Oliveira, M. J. de. (2008). Governança cooperativa: participação e representatividade em cooperativas de crédito no Brasil . Revista De Contabilidade E Organizações, 2(4), 107-125. https://doi.org/10.11606/rco.v2i4.34724

Edição

Seção

Artigos