Evidenciação de ativos intangíveis: Estudo empírico em companhias abertas

Autores

  • Bruna Camargos Avelino Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG
  • Laura Edith Taboada Pinheiro Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG
  • Wagner Moura Lamounier Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

DOI:

https://doi.org/10.11606/rco.v6i14.45399

Palavras-chave:

Evidenciação, Ativos Intangíveis, CPC 04.

Resumo

O objetivo do presente estudo consiste em apresentar um índice de evidenciação de informações compulsórias sobre ativos intangíveis de empresas listadas no Ibovespa, referente ao exercício de 2010, observando os critérios de reconhecimento, mensuração e registro destes ativos conforme especificações do CPC 04 (R1), além de verificar se existe relação entre o índice e o tamanho das empresas, o setor em que estas estão inseridas e a quantidade de anos de constituição das companhias. No que concerne ao índice de evidenciação, optou-se por construir um índice próprio, a partir dos dados estruturados na pesquisa de Moura et al. (2011), baseados nas especificações do CPC 04 (R1). Os resultados mostraram que a empresa COPEL apresentou o maior índice de evidenciação de ativos intangíveis (88%), porém, nenhuma das companhias analisadas cumpriu integralmente o que é determinado pelo CPC 04 (R1) em termos de evidenciação compulsória. Além disso, constatou-se que existe relação entre os índices de evidenciação e a variável independente tamanho, relação esta não verificada quando se analisa os anos de constituição das empresas. Em relação ao setor de atuação, não se verificou, na amostra analisada, que empresas inseridas em setores sensíveis tendem a apresentar maiores índices de evidenciação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruna Camargos Avelino, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

Mestranda em Ciências Contábeis pela Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG Belo Horizonte, MG – Brasil

Laura Edith Taboada Pinheiro, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

Professora do programa de Mestrado em Ciências Contábeis da UFMG. Doutora em Contabilidade e Finanças pela Universidad de Zaragoza (Espanha)

Wagner Moura Lamounier, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

Professor do programa de Mestrado em Ciências Contábeis da UFMG. Doutor em Economia pela Universidade Federal de Viçosa - UFV

Downloads

Publicado

2012-04-01

Como Citar

Avelino, B. C., Pinheiro, L. E. T., & Lamounier, W. M. (2012). Evidenciação de ativos intangíveis: Estudo empírico em companhias abertas. Revista De Contabilidade E Organizações, 6(14), 22-45. https://doi.org/10.11606/rco.v6i14.45399

Edição

Seção

Artigos