DETERMINANTES DO PRAZO DE DIVULGAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DAS COMPANHIAS NÃO FINANCEIRAS LISTADAS NA BOVESPA

Autores

  • Leonardo Portugal Barcellos Faculdade de Administração e Ciências Contábeis, Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ
  • Jorge Vieira da Costa Júnior Comissão de Valores Mobiliários - CVM
  • Luiz da Costa Laurence Faculdade de Administração e Ciências Contábeis, Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ

DOI:

https://doi.org/10.11606/rco.v8i20.69265

Palavras-chave:

timeliness, demonstrações contábeis, tempestividade, dados em painel, dados em corte transversal

Resumo

Esta pesquisa teve o propósito principal de fornecer evidências empíricas acerca dos fatores que influenciam as decisões dos gestores quanto ao prazo de divulgação das demonstrações contábeis anuais das companhias não financeiras listadas na BM&FBOVESPA. O prazo de divulgação, chamado defasagem, foi medido como o intervalo em dias entre o encerramento do exercício social e a data da primeira apresentação das Demonstrações Financeiras Padronizadas (DFPs). O foco da pesquisa foi a influência, sobre a defasagem, dos seguintes fatores não observáveis: monitoramento, complexidade contábil, governança corporativa, relatório de auditoria e performance. Para a consecução dos objetivos, foram estimados modelos econométricos por meio dos métodos: (i) Mínimos Quadrados Ordinários (MQO) com dados em corte transversal; (ii) MQO com dados agrupados (OLS pooled); e (iii) painel de dados. Os testes foram aplicados sobre um painel balanceado de dados, ou seja, 644 observações de 322 companhias, referentes aos exercícios 2010 e 2011. Os resultados das estimações revelaram que tendem a divulgar mais rapidamente companhias: (i) com maior número de acionistas; (ii) com maior nível de endividamento; (iii) que aderiram a um entre os níveis diferenciados de governança corporativa da BM&FBOVESPA; (iv) que possuem maiores proporções de diretores independentes na composição da diretoria (board); e (v) que foram auditadas por uma entre as firmas de auditoria do grupo Big-4. Por outro lado, constatou-se que tendem a atrasar companhias que: (i) estão sujeitas à consolidação de balanços; (ii) tiveram suas demonstrações contábeis ressalvadas pelos auditores independentes; (iii) e que registraram resultados negativos (prejuízos).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-04-17

Como Citar

Barcellos, L. P., Costa Júnior, J. V. da, & Laurence, L. da C. (2014). DETERMINANTES DO PRAZO DE DIVULGAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DAS COMPANHIAS NÃO FINANCEIRAS LISTADAS NA BOVESPA. Revista De Contabilidade E Organizações, 8(20), 84-100. https://doi.org/10.11606/rco.v8i20.69265

Edição

Seção

Artigos