Os Agentes Produtores do Espaço Urbano nas Recentes Tendências do Mercado Imobiliário Costarriquenho

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/rdg.v32i0.117534

Palavras-chave:

Verticalização Residencial, Mercado Imobiliário, Planificação Urbana, Uso do Solo.

Resumo

Na entrada do século XXI na Costa Rica, no quadro da urbanização neoliberal, o mercado está impondo uma nova forma de morar: a verticalização residencial. Neste contexto, este artigo apresenta uma análise sobre a relação entre os diferentes agentes imobiliários e o papel do Estado. Este artigo tem como objetivo utilizar um marco referencial teórico pouco abordado nos estudos de geografia urbana costarriquenha. Utiliza-se o caso de estudo dos arredores do Parque Metropolitano La Sabana, em San José, a cidade capital, para exemplificar a rede complexa entre os diversos atores produtores do solo urbano.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sabrine Acosta Schnell, Universidad de Costa Rica Université Sorbonne Nouvelle Paris 3

Bacharel em Geografia na Universidade da Costa Rica. Mestrado em Geografia na Universidade Federal de Santa Catarina.

Doutoranda em Sorbonne Nouvelle Paris 3 no Institut des Hautes Etudes de l'Amérique latine, França.

Bolsista do governo frances e da Universidade da Costa Rica

Downloads

Publicado

2016-12-27

Como Citar

Schnell, S. A. (2016). Os Agentes Produtores do Espaço Urbano nas Recentes Tendências do Mercado Imobiliário Costarriquenho. Revista Do Departamento De Geografia, 32, 88-96. https://doi.org/10.11606/rdg.v32i0.117534

Edição

Seção

Artigos