O CLIMA E A POLUIÇÃO DO AR POR PTS EM CURITIBA –PR

Autores

  • Francisco Assis Mendonça Universidade Federal do Paraná - UFPR
  • Francisco Jablinski Castelhano UFPR – Pós-graduando - LABOCLIMA – UFPR

DOI:

https://doi.org/10.11606/rdg.v0ispe.120677

Palavras-chave:

Qualidade do ar, PTS, Tipos de Tempo, Condições Climáticas, Curitiba

Resumo

A queda na qualidade do ar é um dos principais problemas ambientais em centros urbanos pelo mundo. As condições climáticas se relacionam a má qualidade do ar e tem impacto direto sobre o processo de dispersão e acúmulo de poluentes. O presente estudo da relação entre a qualidade do ar e o clima urbano foi desenvolvido com a aplicação da proposta de SCU – Sistema Clima Urbano – de Monteiro (1976). A cidade de Curitiba (sul do Brasil), mantem uma rede de monitoramento da qualidade do ar (Instituto Ambiental do Paraná – IAP). Para compreender como se dá a relação supracitada, dados horários de PTS (Partículas Totais em Suspensão) foram coletados em três estações oficiais de monitoramento distintas, localizadas na zona urbana da cidade. Estes dados foram tratados com o auxílio do software R e correlacionados com dados meteorológicos através do índice de Pearson. Com o intuito de analisar a dinâmica temporal do poluente foram aplicados delays de até 24 horas ao teste, tentando compreender se as correlações são imediatas ou tardias. Além disso, para a análise atmosférica, foram realizadas análises dos tipos de tempo usando a metodologia da Análise Rítmica (Monteiro,1971). Os resultados sugerem que a variável que mais influencia na dinâmica do poluente é a umidade relativa do ar. Todas as variáveis apresentaram correlações negativas com o PTS, e as concentrações mais altas se encontram sob atuação de sistemas atmosféricos extratropicais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisco Assis Mendonça, Universidade Federal do Paraná - UFPR

Possui Graduação (UFG, 1983), Mestrado (Geografia Física / Meio ambiente - USP, 1990), Doutorado (Clima e planejamento urbano - USP, 1995) e Pós-doutorado (Epistemologia da Geografia - Université Sorbonne/Paris I/França, 2005 ; Estudo do ambiente urbano - Universidad de Chile - 2014) em Geografia. É Professor Titular do Departamento de Geografia da UFPR. Professor convidado na Université de Sorbonne/Paris I/Institut de Géographie (2002), na Université de Haute Bretagne/Rennes II/França (2004) e pesquisador convidado na London School of Hygine and Tropical Medecine (Londres/Inglaterra 2005) e no Laboratoire PRODIG/França (Univ. sorbonne/Paris 1, 2005). Membro da CoC - Comissão de Climatologia da UGI - União Geográfica Internacional (desde 2012), e do Conselho de Administração da AIC - Associação Internacional de Climatologia (2003-2006, e desde 2013). Presidente da ABClima - Associação Brasileira de Climatologia (2002-2004), da ANPEGE - Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Geografia (2007-2009), e membro da direção da ANPPAS (Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Ambiente e Sociedade (2004-2008). Tem experiência na área de Geografia e Geociências, com ênfase em Geografia e Meio Ambiente, atuando principalmente nos seguintes temas: Estudo do Ambiente urbano, Climatologia, Geografia da Saúde, e Epistemologia da Geografia. É pesquisdor 1A-CNPQ desde 2013. (Texto informado pelo autor)

Downloads

Publicado

2016-10-24

Como Citar

Mendonça, F. A., & Castelhano, F. J. (2016). O CLIMA E A POLUIÇÃO DO AR POR PTS EM CURITIBA –PR. Revista Do Departamento De Geografia, (spe), 133-144. https://doi.org/10.11606/rdg.v0ispe.120677

Edição

Seção

Artigos