Calibração das Faixas de Conforto Térmico Humano para Espaços Abertos em Clima Subtropical

Autores

  • João Paulo Assis Gobo Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Departamento de Geografia. Programa de Pós - Graduação em Geografia Física
  • Emerson Galvani Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Departamento de Geografia
  • Cássio Arthur Wollmann Universidade Federal de Santa Maria. Centro de Ciências Naturais e Exatas. Departamento de Geociências
  • Fabio Luiz Teixeira Gonçalves Universidade de São Paulo. Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas. Departamento de Ciências Atmosféricas

DOI:

https://doi.org/10.11606/rdg.v0ispe.140606

Palavras-chave:

Clima Subtropical, Faixas de Conforto Térmico, Sensação Térmica

Resumo

O índice conforto térmico tem sido utilizado com a finalidade de avaliar a percepção média das pessoas com relação às condições de tempo atmosférico em diversas regiões do globo, mas muito pouco com respeito à região subtropical do Brasil, em particular no Sul do Brasil.  Dessa forma, neste estudo buscou-se definir uma faixa de conforto térmico adequada para residentes da cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, baseado na aplicação de questionários de percepção/sensação dos habitantes simultâneo ao registros de dados meteorológicos entre os dias 05 de agosto a 07 de agosto de 2015, de 17 de janeiro a 19 de janeiro de 2016 e de 06 de julho a 08 de julho de 2016. Foram coletados dados primários de temperatura do ar, temperatura de globo cinza, umidade relativa do ar, velocidade do vento, rajada do vento, radiação solar global e precipitação. As entrevistas foram realizadas com pessoas com idade entre 18 e 60 anos, com cobertura corporal entre 0,5 e 1,0 clo. Neste estudo concluiu-se que a modelagem estatística mostrou-se eficaz na determinação das faixas de conforto térmico adequadas aos padrões climáticos e a preferência térmica da população de Santa Maria, Rio Grande do Sul. No entanto, a partir das análises estatísticas aplicadas, pode-se afirmar que nenhum dos referidos índices, como originalmente construídos, é de fato ideal para explicar o conforto térmico em Santa Maria, sendo necessária a adaptação destes, ou construção de um novo índice.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Paulo Assis Gobo, Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Departamento de Geografia. Programa de Pós - Graduação em Geografia Física

Graduado em Geografia Bacharelado pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Mestre em Geografia Física/Climatologia pelo programa de pós-graduação em geografia física da Universidade de São Paulo (USP). Atualmente é Doutorando no programa de pós-graduação em Geografia Física da Universidade de São Paulo (USP).

Downloads

Publicado

2018-09-09

Como Citar

Gobo, J. P. A., Galvani, E., Wollmann, C. A., & Gonçalves, F. L. T. (2018). Calibração das Faixas de Conforto Térmico Humano para Espaços Abertos em Clima Subtropical. Revista Do Departamento De Geografia, (spe), 129-139. https://doi.org/10.11606/rdg.v0ispe.140606

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>