O campo térmico em episódio de inverno no bairro Bangu, Rio de Janeiro (RJ)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/eISSN.2236-2878.rdg.2021.176065

Palavras-chave:

Clima urbano, Modelo cartográfico, Gestão urbana

Resumo

No âmbito dos estudos do clima urbano em ambientes tropicais, o campo térmico reveste-se de singular importância, afinal é diretamente influenciado pela complexidade de formas e funções, bem como impacta diretamente no conforto/desconforto térmico humano. Em face disto, o artigo buscou a compreensão da variabilidade térmica espacial no bairro Bangu, localizado na Zona Oeste do município do Rio de Janeiro (RJ). Para esse fim, três etapas metodológicas foram articuladas: reconhecimento das unidades da paisagem existentes no bairro a partir de técnica estatística de regionalização dos elementos físicos, biológicos e antrópicos; mapeamento da temperatura de superfície de inverno por imagens orbitais; e, realização de transectos móveis em intervalos de duas horas no dia 14/09/2018 para avaliação das condições in situ e potenciais de aquecimento e arrefecimento na escala do dia. Para o bairro Bangu foram identificadas 15 unidades de paisagem; as unidades com predominância de formas artificializadas, com intenso fluxo urbano, concentração de material particulado e funções associadas ao comércio, serviços e residencial manifestaram, sejam na coleta in situ ou via sensoriamento remoto, as maiores temperaturas intrabairro e os menores gradientes de arrefecimento. Em termos quantitativos, apresentou temperatura superficial superior à 30ºC, intensidade térmica de até +8,8ºC e gradiente térmico diário de até 5.6ºC. Já aquelas unidades com predomino de formas naturais, tais como as encostas vegetadas dos maciços locais, a temperatura superficial foi inferior a 26ºC e o gradiente de térmico diário de até 10,6ºC, demonstrando a importância das formas naturais e funções ecossistêmicas para o campo térmico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AMORIM, M. C. C. T. Clima urbano: concepções teóricas, metodologias, aplicações e perspectivas. Rancharia. In: XVI SIMPÓSIO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA FÍSICA APLICADA, 2015, Teresina. Anais... Teresina: UFPI. 2015.

AYOADE, J. O. Introdução a climatologia para os trópicos. Tradução: Maria Juraci dos Santos. 4ª ed., Rio de Janeiro: Bertrand Brasil; 1996.

BARSI, J. A., BACKER, J. L.; SCHOTT, J. R. An Atmospheric correction parameter calculator for a single thermal. Proc. IEEE IGARSS, Toulouse, France, 3014–3016, 2003. DOI 0-7803-7930-6

BARSI, J. A. et al. Validation of a web-based atmospheric correction tool for single thermal band instruments. Proceedings, SPIE, v. 5882. Paper 58820E. Bellingham, WA. 2005.

BERTRAND, G. Paisagem e geografia física global - esboço metodológico. Tradução: Olga Cruz. R.RA’EGA, Curitiba, v. 8, 141-152, 2004.

BRANDÃO. A. M. P. M. O clima urbano da cidade do Rio de Janeiro. 1996. 362p. Tese (Doutorado em Geografia). Departamento de Geografia/FFLHC, Universidade de São Paulo, 1996.

BRANDÃO, A M. P. M.; LUCENA. A. J. O campo térmico na área central do Rio de Janeiro em duas situações de primavera (1997 e 1998). In: IV Simpósio Brasileiro de Climatologia Geográfica, 2000, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: UFRJ. 2000.

DANNI-OLIVEIRA, I. M. Aspectos conceituais do sistema clima urbano: uma breve revisão bibliográfica sobre as ilhas de calor. Caderno de Geociências, Rio de Janeiro, v. 15, 13-26, 1995.

FARIAS, H. S.; BRANDÃO. A. M. P. M. O campo térmico como indicador de qualidade ambiental para políticas públicas: estudo de caso no bairro Maracanã/RJ. In: III ENCONTRO DAS ANPPAS, 2006, Brasília. Anais... Brasília: Centro de Convenções Israel Pinheiro, 2006.

FRANÇA, D. A.; BRANDÃO. A. M. P. M. O bairro Méier (RJ). O campo térmico e a percepção ambiental dos moradores em episódio de verão e de inverno. In: IV Simpósio Brasileiro de Climatologia Geográfica, 2000, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: UFRJ. 2000.

GARTLAND, L. Ilhas de calor: como mitigar zonas de calor em áreas urbanas. Tradução: Silva Helena Gonçalves. São Paulo: Oficina de Textos; 2010.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Sinopse por setores. Disponível em: <https://censo2010.ibge.gov.br/>.

LEMOS, L. O; OSCAR JÚNIOR, A. C. Proposta metodológica para seleção de áreas amostrais em estudos do subcanal termodinâmico: estudo de caso das ilhas de calor no bairro Bangu (RJ). In: XII SIMPÓSIO BRASILEIRO DE CLIMATOLOGIA GEOGRÁFICA, 2016, Goiânia. Anais... Goiânia: UFG/ABClima. 2016.

LUCENA, A. J.; BRANDÃO. A. M. P. M. O campo térmico em Bangu em duas situações sazonais de verão e outono. In: IV SIMPÓSIO BRASILEIRO DE CLIMATOLOGIA GEOGRÁFICA, 2000, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: UFRJ. 2000.

LUCENA, A. J. O clima de Bangu no contexto do Clima Urbano da cidade do Rio de Janeiro. 2002. 91 p. Monografia (Bacharelado em Geografia). Instituto de Geociência, Departamento de Geografia, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2002.

MALHEIROS, T. S.; BRANDÃO. A. M. P. M. O bairro de Copacabana (RJ): o campo térmico e a percepção ambiental da população em uma situação de verão e de inverno. In: IV SIMPÓSIO BRASILEIRO DE CLIMATOLOGIA GEOGRÁFICA, 2000, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: UFRJ. 2000.

MONTEIRO, C. A. de F. Teoria e Clima Urbano. 1976. São Paulo: Série Teses e Monografia. n. 25, 181 p. Tese (Doutorado em Geografia) Instituto de Geografia/FFLHC, Universidade de São Paulo, 1976.

MONTEIRO, C. A. de F. Adentrar a cidade para tomar-lhe a temperatura. Revista Geosul, Florianópolis, v.5, n.9, 61-79, 1990.

MONTEIRO, C. A. de F. Teoria e clima urbano. In: MENDOÇA, F.; MONTEIRO, C. A. de F (orgs). Clima urbano. 2. Ed., São Paulo: Contexo, 2015. p. 9-68.

NASA/GSFC - NASA's Goddard Space Flight Center - Atmospheric Correction Parameter Calculator. Disponível em: <https://atmcorr.gsfc.nasa.gov/>.

OSCAR JÚNIOR, A. C. S.; BRANDÃO. A. M. P. M. O sistema clima urbano da ilha do fundão (RJ): subsídio para o planejamento urbano. Revista Brasileira de Geografia Física, Recife, v. 8, n. 1, 113-127, 2015.

PAZERA JÚNIOR, E. A ilha de calor da cidade: fatores e atributos. Boletim Geográfico, Rio de Janeiro, v. 34, n. 249, 51-57, 1976.

PEREIRA, P. V. SANTOS.; BRANDÃO. A. M. P. M. Urbanização e derivações no clima local: estudo de caso no bairro Penha. In: VIII SIMPÓSIO BRASILEIRO DE CLIMATOLOGIA GEOGRÁFICA, 2008, Alto Caparaó. Anais... Alto Caparaó: UFU/ABClima. 2008.

ROUSE, J. W.; HAAS, R. H.; SCHELL, J. A.; DEERING, D. W. Monitoring vegetation systems in the great plains with ERTS. In: EARTH RESOURCES TECNOLOGY SATELLITE-1 SYMPOSIUM, 3, Proceedings. Washington, v.1, 1973. p. 309-317.

SANTOS,M. A Natureza do Espaço. Técnica e Tempo. Razão e Emoção. 2.ed. São Paulo: Editora Hucitec, l997.

SIURB - Sistema Municipal de Informações Urbanas. Dados geográficos abertos da Prefeitura da cidade do Rio de Janeiro. Disponível em: <http://portalgeo-pcrj.opendata.arcgis.com/datasets/1f47aafdbe8c4d66b7da4a2f1f395eb3_7>.

USGS – United States Geological Survey - Earth Explorer. Disponível em: < https://earthexplorer.usgs.gov/>.

VAN DE GRIEND, A. A.; OWE, M. On the relationship between thermal emissivity and the normalized difference vegetation index for natural surfaces. International Journal of Remote Sensing, v. 14, 1119–1131, 1993. DOI: 10.1080/01431169308904400

ZHANG, Y. Land surface temperature retrieval from CBERS-02 IRMSS thermal infrared data and its applications in quantitative analysis of urban heat island effect. J. Remote Sens. 10, 789–797. 2006. DOI: 10.12691/jap-4-1-3

Downloads

Publicado

2021-06-21

Como Citar

Lemos, L. de O., & Oscar Júnior, A. C. . (2021). O campo térmico em episódio de inverno no bairro Bangu, Rio de Janeiro (RJ). Revista Do Departamento De Geografia, 41(1), e176065. https://doi.org/10.11606/eISSN.2236-2878.rdg.2021.176065

Edição

Seção

Artigos