Solos de mangue do estado de São Paulo: caracterização química e física

Autores

  • Marcio Rossi
  • Isabel Fernandes Aguiar Mattos

DOI:

https://doi.org/10.7154/RDG.2002.0015.0010

Palavras-chave:

Solos de mangue, Salinidade, Sodicidade, São Paulo.

Resumo

O estudo desenvolveu-se ao longo do litoral do estado de São Paulo, Brasil, visando realizar uma análise dos solos existentes emáreas caracterizadas pelo ecossistema mangue. A definição e descrição das áreas estudadas deram-se por meio de foto-interpretação etrabalhos de coleta de campo, procedendo-se posteriormente a análises de solos em laboratório do material coletado. A análise doselementos estudados caracterizou esses solos como basicamente de textura arenosa, por vezes de textura média por causa da contribuiçãode silte; com caráter sálico e sódico, com presença de tiomorfismo; ambiente extremamente rico em bases apesar de altos teores dealumínio trocável; classificando-os como Areias Quartzosas Hidromórficas salinas ou Solonchak Sódico tiomórfico (Neossolos QuartzarênicosHidromórficos salino-sódicos ou salino-solódicos), para os casos de textura arenosa, e apenas Solonchak Sódico tiomórfico (GleissolosSálicos sódicos ou solódicos tiomórficos) para os de textura média, em áreas com vegetação predominante de Laguncularia racemosa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-04-30

Como Citar

Rossi, M., & Mattos, I. F. A. (2011). Solos de mangue do estado de São Paulo: caracterização química e física. Revista Do Departamento De Geografia, 15, 101-113. https://doi.org/10.7154/RDG.2002.0015.0010

Edição

Seção

Artigos