SOLOS E RELEVO NO ALTO VALE DO RIO DO PEIXE - OSCAR BRESSANE (SÃO PAULO - BRASIL)

Autores

  • José Pereira de Queiroz neto
  • Joël Pellerin

DOI:

https://doi.org/10.7154/RDG.1994.0007.0002

Palavras-chave:

solos, relevo, vale do rio do peixe

Resumo

As áreas de colinas mais dissecadas, com encostas de maior declividade, apresentam coberturas pedológicas com transformações laterais em diferenciações verticais importantes (solos com horizonte B textural). As áreas de colinas mais amplas e menos dissecadas apresentam cobertura pedológica em equilíbrio (latossolos microagregados), apenas com passagem hidromórfica na base. Essas características do modelo de cobertura pedológica manifestam-se após uma fase inicial de alteração e pedogênese latossólica (microagragação) e de rebaixamento diferencial por subtração geoquímica. Somente onde à ação geoquímica associou-se o entalhe fluvial mais enérgico, ocorreram desequilíbrios importantes na cobertura pedológica, com instalação de sistemas de transformação lateral e diferenciação de horizontes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-11-07

Como Citar

Queiroz neto, J. P. de, & Pellerin, J. (2011). SOLOS E RELEVO NO ALTO VALE DO RIO DO PEIXE - OSCAR BRESSANE (SÃO PAULO - BRASIL). Revista Do Departamento De Geografia, 7, 25-34. https://doi.org/10.7154/RDG.1994.0007.0002

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)