A ATUALIDADE DE PIERRE MONBEIG E O DIREITO DE APRENDER GEOGRAFIA

Autores

  • Maria Eliza Miranda

DOI:

https://doi.org/10.7154/RDG.2012.0112.0004

Palavras-chave:

Geografia, Ensino, Professor, Ciência, Crítica

Resumo

Este artigo destaca as contribuições de Pierre Monbeig para a reflexão contemporânea acerca do valor do ensino de geografia na educação escolar. Discute aproximações entre estas contribuições e outras tendências que também abordam a importância da escola e o valor do ensino de geografia para a formação do pensamento crítico e o desenvolvimento das funções intelectuais de futuras gerações. Destaca a relação que o próprio autor estabelece entre suas concepções de geografia e de ensino, as quais permanecem centrais no debate contemporâneo sobre as perspectivas da ciência geográfica diante dos dilemas que envolvem a formação do geógrafo e professor de geografia. Assinala a preocupação com a qualidade tanto do ensino de geografia quanto da formação do professor. Aponta ainda a necessidade de superação do isolamento existente entre a formação do geógrafo e a do professor de geografia, devido à tendência de expansão de cursos de licenciatura, com variadas cargas horárias e estruturas curriculares, que, em geral, não tem assegurado o pleno domínio do pensamento científico e acadêmico do professor de geografia, não sem efeitos negativos na formação dos estudantes da escolarização básica e também na difusão do valor e da importância do trabalho do geógrafo na sociedade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Eliza Miranda

É Bacharel e Licenciada em História (1976) e Geografia (1984) pela Universidade de São Paulo. Graduou-se como Mestre(1992) e Doutora (2003) em Ciências, na área de concentração em Geografia Humana, pelo Deptº de Geografia da F.F.L.C.H. da Universidade de São Paulo. Lecionou no ensino superior privado desde 1994 até 2007. Atuou também na Educação Básica das redes pública e privada desde 1977 até 2008. Desenvolveu projetos educacionais no ensino médio e fundamental público do Estado de São Paulo voltado à utilização de tecnologia da informação nos processos de aprendizagem de leitura, de escrita, de geografia e de história. Atuou também em programas de formação e/ou desenvolvimento de professores, políticas públicas, meio ambiente urbano, sustentabilidade e desenvolvimento de projetos educacionais. É especialista nas teorias de Feuerstein e na formação de mediadores da aprendizagem. Atualmente é docente e pesquisadora da área de Licenciatura do Departamento de Geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. Desde outubro de 2010 é também Coordenadora do Laboratório de Ensino e Material Didatico - LEMADI - do Departamento de Geografia da USP.

Downloads

Publicado

2012-12-27

Como Citar

Miranda, M. E. (2012). A ATUALIDADE DE PIERRE MONBEIG E O DIREITO DE APRENDER GEOGRAFIA. Revista Do Departamento De Geografia, 52-67. https://doi.org/10.7154/RDG.2012.0112.0004

Edição

Seção

Artigos