VINTE ANOS DE UM GRUPO DE ESTUDOS DO LABUR – CRISE E CRÍTICA DO SISTEMA FETICHISTA PRODUTOR DE MERCADORIA E DA MODERNIZAÇÃO RETARDATÁRIA BRASILEIRA

Autores

  • Carlos de Almeida Toledo
  • Cássio Arruda Boechat
  • Heinz Dieter Heidemann

DOI:

https://doi.org/10.7154/RDG.2012.0112.0009

Palavras-chave:

Modernização, Laboratório de Geografia Urbana (USP), Robert Kurz

Resumo

O presente artigo retoma pontos da trajetória do grupo de estudos de textos do Krisis/Exit!, situado no Laboratório de Geografia Urbana (LABUR) do Departamento de Geografia da FFLCH-USP. Nesta retomada sintética procura-se abordar aspectos do processo de modernização retardatário brasileiro a partir da crise e crítica do sistema produtor de mercadorias, da constituição contraditória do referido grupo dentro do ambiente acadêmico e das tensões dessa inserção. Busca-se, dessa maneira, delinear momentos da recepção das obras de autores como Robert Kurz, Roswitha Scholz, entre outros, e da divulgação dessas mesmas obras, passando-se paulatinamente a uma postura diferenciada que levaria a estudos particularizados de processos de modernização. Ressalta-se, sobretudo, a importância da vivência cotidiana dos participantes do grupo nos momentos de construção coletiva de uma posição crítica da sociabilidade pautada pelo valor e pela cisão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-12-27

Como Citar

Toledo, C. de A., Boechat, C. A., & Heidemann, H. D. (2012). VINTE ANOS DE UM GRUPO DE ESTUDOS DO LABUR – CRISE E CRÍTICA DO SISTEMA FETICHISTA PRODUTOR DE MERCADORIA E DA MODERNIZAÇÃO RETARDATÁRIA BRASILEIRA. Revista Do Departamento De Geografia, 154-170. https://doi.org/10.7154/RDG.2012.0112.0009

Edição

Seção

Artigos