A PERCEPÇÃO CLIMÁTICA DA OCORRÊNCIA DE ESTIAGENS E OS PROBLEMAS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA NA ÁREA URBANA DO MUNICÍPIO DE BAGÉ - RS

Autores

  • Ana Rosa Pacheco Brondani
  • Cássio Arthur Wollmann
  • Arnaldo de Araújo Ribeiro

DOI:

https://doi.org/10.7154/RDG.2013.0026.0011

Palavras-chave:

percepção climática, estiagens, abastecimento de água, Bagé, RS.

Resumo

As estiagens fazem parte do cotidiano da população sul-rio-grandense, as quais afetam o desenvolvimento regional. Nesta pesquisa, avaliou-se quantitativamente a percepção ambiental dos moradores urbanos de Bagé, RS, sobre a ocorrência de estiagens e seus impactos relacionados ao uso da água. O estudo baseou-se na metodologia utilizada por Wollmann; Sartori (2010) e Ribeiro (2012), que consiste na aplicação de questionário de perguntas abertas e fechadas para a população de áreas atingidas por extremos climáticos. Observou-se que a população percebe a ocorrência de estiagem há pelos menos 25 anos, e tal situação climática leva à ocorrência de falta de água, no verão em Bagé, há pelo menos duas décadas, bem como se observou o descaso com o uso da água.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Rosa Pacheco Brondani

Secretaria da Educação do Estado do Rio Grande do SulProfessora de GeografiaRosário do Sul - RS

Cássio Arthur Wollmann

Geógrafo, doutor em Geografia Física pela Universidade de São Paulo.Prof. Dr. Universidade Federal de Santa Maria, Centro de CiênciasNaturais e Exatas, Departamento de Geociências, Curso de Geografia.Email: cassio_geo@yahoo.com.br

Arnaldo de Araújo Ribeiro

Mestre em Geografia – Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” Instituto de Geociências e Ciências Exatas, UNESP – Rio Claro, SP. (ribeirogeo@yahoo.com.br).

Downloads

Publicado

2013-12-17

Como Citar

Brondani, A. R. P., Wollmann, C. A., & Ribeiro, A. de A. (2013). A PERCEPÇÃO CLIMÁTICA DA OCORRÊNCIA DE ESTIAGENS E OS PROBLEMAS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA NA ÁREA URBANA DO MUNICÍPIO DE BAGÉ - RS. Revista Do Departamento De Geografia, 26, 214-232. https://doi.org/10.7154/RDG.2013.0026.0011

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)