RELAÇÃO SOCIEDADE-NATUREZA NO PENSAMENTO GEOGRÁFICO: REFLEXÕES EPISTEMOLÓGICAS

Autores

  • Jovenildo Cardoso Rodrigues Universidade Federal do Pará
  • Jondison Cardoso Rodrigues

DOI:

https://doi.org/10.11606/rdg.v27i0.483

Palavras-chave:

Epistemologia, Geografia, Relação Sociedade-Natureza.

Resumo

Este ensaio busca tecer considerações epistemológicas acerca do debate da relação sociedade-natureza no pensamento geográfico. Para tanto, retoma-se às matrizes teórico-epistemológicas clássicas, a saber, as concepções kantiana, hegeliana e marxista, bem como a interlocução com perspectivas do pensamento geográfico contemporâneo de Quaini, Vitte e Moreira, enquanto possibilidade analítica para se pensar o objeto de estudo da geografia e a “natureza” como elemento processual de mediação, cuja potencialidade reflexiva vem sendo redefinida continuamente, como resultado do movimento de transformação da realidade. Dentro dessa perspectiva, no plano geral, a categoria natureza, enquanto totalidade em totalização, realiza-se a partir do engendramento da natureza como concepção e como produto da realização humana ao longo do tempo e do espaço. As particularidades imanentes ao movimento de transformação e ressignificação do termo natureza em Geografia configura-se como resultado do “choque epistêmico” entre antigas e novas perspectivas de pensamento que buscam, de um lado, conceber “artifícios interpretativos” para aplicá-lo ao real, e de outro, analisar a diversidade do real em suas múltiplas determinações, estabelecidas ao longo do espaço-tempo e do movimento relacional entre historicidade e práxis.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jovenildo Cardoso Rodrigues, Universidade Federal do Pará

Economista pela Universidade da Amazônia (1997), Geógrafo pela Universidade Federal do Pará - UFPA (2008), Mestre em Planejamento do Desenvolvimento pelo Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (Conceito CAPES 5), Doutorando em Geografia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Conceito CAPES 7). Possui experiência nas áreas de Geografia e Economia, com ênfase em Geografia Humana, Geografia Econômica, Economia Regional e Urbana. É integrante da Rede de Pesquisadores sobre Cidades Médias - RECIME, do grupo de pesquisa Produção do Espaço e Redefinições Regionais - GAsPERR, do Centro de Estudos e de Mapeamento da Exclusão Social para Políticas Públicas - CEMESPP, do Projeto Nova Cartografia Social da Amazônia (PPGCS/UFAM, UFPA/ NAEA). Docente da Faculdade de Geografia e Cartografia da UFPA.

Jondison Cardoso Rodrigues

Possui formação interdisciplinar. É Licenciado em Ciências Naturais - Habilitação em Química (2007/UFPA), Especialista em Educação Ambiental e Uso Sustentavel dos Recursos Naturais (2009/UFPA) e Mestre em Ciências Ambientais (2012/UFPA). Tem experiência: na área Educação em Química, Educação Ambiental e Uso Sustentável de Recursos Naturais; e, Política ambiental Portuária e Ambientalização Empresarial. Hoje atuando principalmente: Portos, Logística, Reestruturação Produtiva e Ambientalização Portuária na Amazônia. Recém aprovado no Doutorado em Ciências - Desenvolvimento Socioambiental no Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido (PPGDSTU), no Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (NAEA)/UFPA.

Downloads

Publicado

2014-07-10

Como Citar

Rodrigues, J. C., & Rodrigues, J. C. (2014). RELAÇÃO SOCIEDADE-NATUREZA NO PENSAMENTO GEOGRÁFICO: REFLEXÕES EPISTEMOLÓGICAS. Revista Do Departamento De Geografia, 27, 211-232. https://doi.org/10.11606/rdg.v27i0.483

Edição

Seção

Artigos