PERCEPÇÃO AMBIENTAL E CLIMÁTICA: ESTUDO DE CASO EM COLÉGIOS PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE TOLEDO–PR

Autores

  • Thiago Kich Fogaça Universidade Federal do Paraná
  • Leila Limberger Universidade Federal do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.11606/rdg.v28i0.521

Palavras-chave:

Percepção Ambiental e Climática, Climatologia, Geografia

Resumo

A abordagem da percepção ambiental constitui-se em importante ferramenta para a compreensão da espacialidade e das formas de relacionamento entre os indivíduos ou sociedades com o meio onde habitam, sendo importante para o ensino de Geografia podendo contribuir para o desenvolvimento de consciência ambiental. Pesquisas acerca da percepção climática das crianças e/ou adolescentes tornam-se meio para analisar como elas se relacionam com o ambiente onde vivem e para ser possível entender a significância que é dada aos constituintes naturais (atmosfera, no caso) à sua qualidade de vida. A presente pesquisa visa entender de que forma as informações atmosféricas manifestadas no cotidiano são interpretadas por crianças do 6º ano de três colégios públicos de Toledo – PR. Foi desenvolvida por meio da aplicação de entrevistas estruturadas, seguindo metodologia divulgada por Maria da Graça Barros Sartori, em sua tese de doutorado na FFLCH/USP intitulada “Clima e Percepção”. A análise das entrevistas foi feita por interpretação de três termos-chave, sendo “manifestações atmosféricas”, “topofilia” e “topofobia”. Os resultados demonstram que a maioria dos alunos entrevistados não se sente pertencente ao meio, não demonstra conhecimento sobre a dinâmica atmosférica e o sentimento predominante é o de medo em relação às manifestações atmosféricas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-02-02

Como Citar

Fogaça, T. K., & Limberger, L. (2015). PERCEPÇÃO AMBIENTAL E CLIMÁTICA: ESTUDO DE CASO EM COLÉGIOS PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE TOLEDO–PR. Revista Do Departamento De Geografia, 28, 134-156. https://doi.org/10.11606/rdg.v28i0.521

Edição

Seção

Artigos