MAPEAMENTO DE CICATRIZES DE ESCORREGAMENTOS UTILIZANDO IMAGEM MULTIESPCTRAL

Autores

  • Tiago Damas Martins UFPR - Universidade Federal do Paraná
  • Chisato Oka-Fiori UFPR - Universidade Federal do Paraná
  • Bianca Carvalho Vieira USP - Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.11606/rdg.v30i0.98779

Palavras-chave:

Cicatrizes de Escorregamentos, Serra do Mar do Paraná, Sensoriamento Remoto.

Resumo

O mapeamento de cicatrizes de escorregamentos integra o inventário destes fenômenos a partir de diferentes técnicas. Entretanto, a literatura não apresenta procedimentos específicos para sua realização, sobretudo na classificação entre a área que sofreu a ruptura e a área de “passagem e arraste” do material transportado. Este trabalho objetivou apresentar e discutir um procedimento de mapeamento de cicatrizes baseado em imagens de satélite, que possa contribuir em uma melhor definição de critérios/normas para o mapeamento destas feições. Foram selecionadas duas bacias hidrográficas com ocorrência de cicatrizes dos escorregamentos de 2011. Dentre os testes, o de correlação de bandas pela operação Band Ratio apresentou o melhor resultado. Contudo, mesmo que a resolução da imagem possibilite a identificação visual da cicatriz, não permitiu uma clara definição dos seus limites e do material transportado/depositado, sendo adequado apenas para aplicações em escala até 1:25.000. Destaca-se que não foi possível determinar um critério de delimitação de uma cicatriz, que pode: a) incluir apenas a área de deslocamento de material, ou b) incluir a área fonte do material e toda a área afetada pelo seu percurso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-12-15

Como Citar

Martins, T. D., Oka-Fiori, C., & Vieira, B. C. (2015). MAPEAMENTO DE CICATRIZES DE ESCORREGAMENTOS UTILIZANDO IMAGEM MULTIESPCTRAL. Revista Do Departamento De Geografia, 30, 96-109. https://doi.org/10.11606/rdg.v30i0.98779

Edição

Seção

Artigos