A CLASSIFICAÇÃO FLUVIAL DE ROSGEN APLICADA EM CÓRREGOS DA REGIÃO OESTE DO ESTADO DO PARANÁ, BRASIL

Autores

  • Oscar Vicente Quinonez Fernandez Universidade Estadual do Oeste do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.11606/rdg.v31i0.98837

Palavras-chave:

Classificação fluvial, Geomorfologia fluvial, Margens plenas, Córregos de planalto basáltico

Resumo

O artigo apresenta a aplicação da classificação de Rosgen em córregos da região Oeste do estado do Paraná, inserida no planalto basáltico da Bacia do Paraná. A classificação tem quatro níveis de detalhamento: caracterização morfológica básica (nível I), descrição morfológica (nível II), levantamento das condições de estabilidade do rio (nível III) e verificação (nível IV). No nível I, a classificação divide os canais em nove tipos principais (Aa+, A, B, C, E, F, G, D e DA). No nível II, a classificação prevê a divisão dos nove tipos citados em 94 subtipos baseado no padrão fluvial, grau de entrincheiramento do canal, relação largura/profundidade, índice de sinuosidade, declividade do fluxo e material de fundo. Neste trabalho foi aplicado o nível II da classificação por representar um instrumento útil para inventariar as condições morfológicas e sedimentológicas dos cursos fluviais de uma região. Dentre os 18 trechos estudados, 12 foram agrupados nos subtipos E4, E5 e G5c. Nos seis canais restantes não foi possível aplicar a classificação de Rosgen, pela falta de enquadramento das variáveis sinuosidade e declividade dentro dos limites da classificação. Estas variáveis mostraram valores abaixo dos limites da classificação em 50% dos trechos levantados com respeito a sinuosidade e 11% na declividade. A classificação mostrou suas limitações nos córregos do planalto basáltico paranaense na aplicação da variável sinuosidade, cujos baixos índices podem ser favorecidos por lineamentos tectônicos presentes nas rochas basáltica.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-07-24

Como Citar

Fernandez, O. V. Q. (2016). A CLASSIFICAÇÃO FLUVIAL DE ROSGEN APLICADA EM CÓRREGOS DA REGIÃO OESTE DO ESTADO DO PARANÁ, BRASIL. Revista Do Departamento De Geografia, 31, 1-13. https://doi.org/10.11606/rdg.v31i0.98837

Edição

Seção

Artigos