REGULAÇÃO DE ALIMENTOS NO BRASIL

Autores

  • Rosana Magalhães Escola Nacional de Saúde Pública. Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, RJ

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9044.v17i3p113-133

Palavras-chave:

Política Pública, Regulação, Segurança Alimentar, Segurança Nutricional.

Resumo

Políticas públicas de alimentação e nutrição são intervenções complexas e mediadas por múltiplos atores e interesses. Agências internacionais, governos, consumidores, empresas e instituições científicas desempenham papéis estratégicos e participam da definição de alternativas na área por meio de diferentes mecanismos e arenas. Desequilíbrios de poder e informação frequentemente exercem forte impacto no processo decisório, tornando-o um ambiente intensamente conflituoso. Nessa perspectiva, este artigo analisa aspectos do desenho e implementação de marcos regulatórios no campo da alimentação e nutrição buscando valorizar tal complexidade e contribuir para a reflexão sobre tensões e desafios presentes no processo de regulação de alimentos no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosana Magalhães, Escola Nacional de Saúde Pública. Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, RJ

Doutora em Saúde Coletiva pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro; mestre em Saúde Pública pela Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP), Fundação Oswaldo Cruz; graduada em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Pesquisadora titular do Departamento de Ciências Sociais da ENSP, Fundação Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro/RJ, Brasil.

Downloads

Publicado

2017-03-09

Como Citar

Magalhães, R. (2017). REGULAÇÃO DE ALIMENTOS NO BRASIL. Revista De Direito Sanitário, 17(3), 113-133. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9044.v17i3p113-133

Edição

Seção

Tema em Debate