A (im)possibilidade da clonagem humana frente à legislação brasileira: uma análise da obra Admirável Mundo Novo

Autores

  • Germano Schwartz Faculdade da Serra Gaúcha
  • Elisana Schreiner Universidade de Passo Fundo; Faculdade de Direito

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9044.v9i3p89-108

Palavras-chave:

Clonagem de Organismos, Ética, Legislação, Reprodução Assexuada

Resumo

O presente artigo pretende demonstrar que o Direito pode abrir-se para as influências das demais ciências sociais, mediante uma nova visão desta ciência e da justiça, estudando o Direito com base na Literatura. Para tanto, o Movimento Direito e Literatura dividiu essa nova disciplina jurídica em três ramos: Direito da Literatura, Direito como Literatura e Direito na Literatura. Esse último será objeto do presente estudo, por meio da análise da obra Admirável Mundo Novo, do autor Aldous Huxley. Será investigada a (im)possibilidade da clonagem humana diante do atual ordenamento jurídico brasileiro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-11-01

Como Citar

Schwartz, G., & Schreiner, E. (2008). A (im)possibilidade da clonagem humana frente à legislação brasileira: uma análise da obra Admirável Mundo Novo . Revista De Direito Sanitário, 9(3), 89-108. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9044.v9i3p89-108

Edição

Seção

Artigos Originais