[1]
M. Almeida e L. Pereira, “O julgamento do Habeas Corpus n. 143.641 a partir de uma perspectiva de direitos reprodutivo”s, R. Dir. sanit., vol. 20, nº 1, p. 263-282, nov. 2019.